(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mais de 60% do programa já foi concluído

Cidade Comentários 19 de junho de 2014

Desde sua implantação foram trocados mais de 30 mil postes, luminárias e reatores da iluminação pública


Criado em 2000 o Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente (Procel Reluz) busca criar um sistema de iluminação eficaz e que garanta melhorias no serviço de iluminação pública oferecido à população. Em Anápolis, a implantação teve início em 2012 e já teve 60% do serviço contratado realizado.
O programa busca ainda modernizar os sistemas de iluminação pública com a introdução de tecnologia mais eficiente, visando à redução do consumo de energia no horário de ponta do sistema elétrico, atenuando gastos com operação e manutenção e aumentando a segurança nas vias públicas.
Desenvolvido em parceria com o governo federal, o Reluz teve um investimento de mais de R$ 21 milhões. Desde sua implantação foram trocados mais de 30 mil postes, luminárias e reatores da cidade.
O secretário municipal de Obras, Serviços Urbanos e Habitação, Clodoveu Reis, explicou que o sistema implantado representa uma economia de cerca de 40% em relação ao modelo antigo de iluminação, e com uma qualidade superior ao substituído. “São vários os benefícios. Além da redução dos gastos e da eficiência, o programa contribui com o meio ambiente e manutenção reduzida”, declarou.

Procel Reluz
O Procel Reluz, iniciativa de abrangência nacional, consiste na implementação de projetos de eficiência energética nos sistemas de iluminação pública e sinalização semafórica por meio da substituição de lâmpadas incandescentes, mistas e a vapor de mercúrio por lâmpadas a vapor de sódio a alta pressão e vapor metálica, mais eficientes. Em alguns casos é possível substituir também as lâmpadas a vapor de sódio já depreciadas, desde que haja redução de potência e aumento da iluminação, que normalmente é alcançado com o uso de luminárias mais eficientes.
No caso da sinalização semafórica, substituem-se as lâmpadas incandescentes por sistemas que utilizam diodos emissores de luz (LEDs), com maior vida útil e consumo de energia até 90% menor. Além das lâmpadas, outros equipamentos são substituídos ou instalados, como relés fotoelétricos, reatores eletromagnéticos, ignitores, luminárias e braços de sustentação.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Prefeitura vai homologar lista de projetos aprovados

19/01/2018

A lista de projetos aprovados para realização com recursos do Fundo Municipal de Cultura foi divulgada no dia 15, mas a hom...

SENAI/Anápolis troca diretoria e anuncia novos projetos

19/01/2018

A Fieg Regional Anápolis, sob a presidência do empresário Wilson de Oliveira, realizou na última segunda-feira 15, a prim...

Obra do segundo viaduto segue, mas ainda sem a data de entrega

19/01/2018

Aproveitando a trégua dada pelas chuvas, a empresa JOFEGE, responsável pela execução do projeto de mobilidade urbana, que...

Repasses encolheram R$ 38 milhões

19/01/2018

As transferências da União para Anápolis registraram uma queda de 14,12% no ano de 2017, em relação a 2016, conforme lev...