(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Mais de 500 mil empresas são excluídas do Simples Nacional

Geral Comentários 17 de janeiro de 2019

Para voltar ao sistema é preciso que o interessado quite ou parcele seus débitos até 31 de janeiro


Por causa de irregularidades no Simples Nacional, a Receita Federal excluiu 521.018 empresas do programa. Os empresários não quitaram débitos previdenciários e não previdenciários até a data limite de 1º de janeiro.
Os empreendedores que regularizarem a situação junto à Receita até 31 de janeiro poderão retornar ao programa. O pagamento pode ser feito à vista ou parcelado.
O Simples Nacional oferece condições facilitadas de tributação para microempresários e empresas de pequeno porte. Desse modo, a legislação abrange empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões. O Simples concentra em um único formulário a arrecadação de oito tributos, como o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Geral

Bazar beneficente em prol de instituições sociais

14/02/2019

Neste sábado, 16, das 8h às 13h, o grupo Mulheres Em Pauta, composto por 30 mulheres de Anápolis, realizará um Bazar Bene...

Banco de leite reforça equipe com nutricionista

14/02/2019

Desde o dia 5 de dezembro do ano passado, o Banco de Leite Humano de Anápolis deixou de ser uma simples sala para se tornar ...

Feirantes e permissionários devem se recadastrar

14/02/2019

Para proporcionar mais legalidade, organização dos espaços e oferecer suporte aos feirantes e permissionários, a Prefeitu...

Adultos também precisam seguir um calendário de vacinação, alerta saúde

14/02/2019

Muita gente não sabe, mas os adultos também precisam ser vacinados. Quem está com as vacinas desatualizadas coloca em risc...