(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed.569

Geral Comentários 05 de maio de 2016

Notas Gerais


Salvar Dilma
O Governo quer usar o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do cargo de deputado e Presidente da Câmara Federal, como argumento para suspender a tramitação do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, segundo publicou o jornal O Globo. O líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), apresentará questionamento neste sentido na reunião da comissão do Senado que debate o tema. Ele disse que a Advocacia-Geral da União pode acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido para suspender o impeachment da Presidente.

Dilma X Cunha
A Presidente Dilma Rousseff disse que o afastamento do cargo do Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pelo Supremo Tribunal Federal ocorreu “antes tarde do que nunca”. Dilma lamentou que Cunha tenha conseguido presidir “na cara de pau" a sessão aprovou o “lamentável” prosseguimento do processo de impeachment. A liminar foi concedida pelo ministro Teori Zavascki e ainda precisa ser analisada pelo plenário do Supremo. Cunha informou que vai recorrer da decisão. Mesmo afastado do mandato, ele permanece como deputado e com foro privilegiado.

Economia e Politica
As crises políticas no Brasil e na Venezuela deixaram à deriva dois projetos de 7,6 bilhões de dólares para a construção de uma refinaria e uma central hidrelétrica na Nicarágua. Os projetos consistem em um complexo petroquímico de 6,5 bilhões de dólares que seria construído pela Venezuela e uma central hidrelétrica de 1,1 bilhão financiada com recursos brasileiros. Esses dois projetos são parte de cinco "megaobras" que o presidente Daniel Ortega impulsionou recentemente e que deveriam ser concluídas neste ano, em que Ortega pretende concorrer à reeleição.

Protestos na Câmara
Deputados protestaram nesta quinta-feira (5) contra o encerramento da sessão extraordinária convocada no plenário da Câmara e continuaram discursando mesmo com o áudio dos microfones cortados por causa do fim da sessão. Nas falas, eles comemoravam o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato e da presidência da Câmara por meio de decisão liminar (provisória) do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). A sessão deliberativa havia sido convocada para as 9h por Cunha com três medidas provisórias na pauta de votação.

Poupança em baixa
Em meio à recessão e ao aumento do desemprego e da inadimplência, a fuga de recursos da caderneta de poupança continua batendo recordes, segundo números divulgados pelo Banco Central nesta quinta-feira (5). As retiradas no último mês de abril superaram os depósitos em R$ 8,24 bilhões, maior perda de recursos para o mês desde o início da série histórica, em 1995 (22 anos). De janeiro a abril, a evasão superou os depósitos em US$ 32,29 bilhões e também foi a maior registrada para este período. Em todo o ano passado, R$ 53,36 bilhões deixaram esta tradicional modalidade de investimentos.

Privilégios mantidos
Afastado do mandato de deputado por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) terá direito a todos os privilégios de presidente da Câmara enquanto mantiver o diploma parlamentar, informou a Secretaria-Geral da Casa. Com isso, ao longo do período em que durar a suspensão do mandato, ele poderá continuar usando a residência e o carro oficial da presidência da Câmara, continuará acompanhado por uma equipe de seguranças e terá direito a usar o jato da FAB e, também, manterá benefícios como foro privilegiado e salário de R$ 33.763,00.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Lei mira a perturbação do sossego público

14/09/2017

O Prefeito Roberto Naves (PTB) encaminhou à Câmara Municipal um projeto promovendo modificações na Lei Complementar 279/2...

Aumenta demanda por atendimento

08/09/2017

Revelados nesta segunda feira (4), pela dirigente do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Eriz...

Prazo para adesão próximo de acabar

31/08/2017

Contribuintes que estão inadimplentes com a Prefeitura de Anápolis têm até o dia 14 de setembro para quitar suas dívidas...

Ação contra Carla Santillo prescreveu

31/08/2017

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) entendeu estar prescrita a ação em desfavor de Carl...