(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed.563

Geral Comentários 24 de maro de 2016

Notas Gerais


Moro denunciado
O juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Paraná, é alvo de 12 representações que pedem que o Conselho Nacional de Justiça investigue se ele cometeu infrações disciplinares no caso. A maior parte das ações (nove delas) foi motivada pela interceptação e divulgação de gravações do ex-presidente Lula pela Lava Jato que atingiram até mesmo a presidente Dilma Rousseff - outras três tratam de questões gerais da atuação do juiz. Os pedidos de apuração foram apresentados por sindicatos, advogados de várias partes do País e um vereador ligado ao PT, entre outros.

Ministro hostilizado
Um grupo de manifestantes protestou em frente ao condomínio do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, na terça-feira (22), no bairro Bela Vista, em Porto Alegre. Faixas com os dizeres “pelego do PT”, “Teori traidor” e “deixa o Moro trabalhar” foram penduradas na fachada do prédio. Na quarta-feira (23) ELAS não estavam mais no local. O protesto foi liderado pela Banda Loka Liberal, ligada ao Movimento Brasil Livre que anima protestos contra Dilma e Lula no Rio Grande do Sul tocando músicas com ritmo de torcida de times de futebol e marchinha de Carnaval.

Ministro questionado
A ministra Assusete Magalhães, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), deu um prazo de 72 horas para o Ministro da Justiça, Eugênio Aragão, explicar a ameaça de trocar a equipe da Polícia Federal no caso de “cheiro” de vazamento de informações. Segundo o tribunal, a AGU (Advocacia-Geral da União) também foi notificada. O despacho refere-se a mandado de segurança preventivo do PPS apresentado contra uma eventual troca de agentes da Polícia Federal pelo ministro da Justiça. A polêmica declaração de Eugênio Aragão foi dada em entrevista ao jornal Folha de São Paulo publicada no sábado (19).

Marqueteiro indiciado
A Polícia Federal apresentou o indiciamento preliminar do marqueteiro do PT João Santana, da mulher e sócia dele, Monica Moura, e de outros seis investigados no inquérito da 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé. O documento foi protocolado no sistema da Justiça. Para a PF, há indícios de que Santana e Monica tenham cometido crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e organização criminosa. Segundo a investigação, eles teriam recebido pagamentos ilegais em conta secreta no exterior. O casal está preso desde 23 de fevereiro na sede da PF, em Curitiba.

Jovair não teme
O deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO), eleito relator da comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, disse que não vai se intimidar com as pressões popular e política. Ele disse que o seu escritório político, localizado em Goiânia, teve o muro quebrado. Jovair acredita que o ataque esteja ligado ao fato de ele ter se tornado relator. “Claro que tem relação. Eles disseram que tem que tomar cuidado e outras coisas, mas isso é tão de menor importância, não me assusta, não é isso que vai nortear a minha decisão na questão de acatar ou não o processo”, falou.

Aviso de golpe
O Itamaraty enviou a todas as embaixadas brasileiras no exterior um alerta para o risco de um golpe político no Brasil, segundo o jornal "O Globo". A mensagem pedia, ainda, que cada posto designasse um diplomata para dialogar com as organizações da sociedade civil locais sobre o tema. O Itamaraty esclareceu que a referida mensagem foi enviada pela Secretaria de Estado de Relações Exteriores do Itamaraty, sem a devida autorização superior. O ministério também informou que, após o envio da mensagem, a secretaria-geral enviou uma ordem para que os recados fossem desconsiderados.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Ampliado o alcance do Portal do Cidadão

20/10/2017

O Portal do Cidadão, lançado em julho pela Prefeitura, já apresenta resultados efetivos e se confirma como facilitador na ...

Audiência vai discutir o Estatuto do Desarmamento

20/10/2017

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) prorrogou o prazo das inscrições para os interessados em assistir à audiên...

Donos de postos e funcionário do Inmetro são presos pela PF

20/10/2017

Até a manhã desta quinta-feira,19, dois empresários de Anápolis se encontravam presos na carceragem da Polícia Federal, ...

Vereador quer melhorar transporte interestadual

20/10/2017

vereador Lisieux José Borges (PT), se reuniu com o presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto, p...