(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Últimas da Web - Ed.559

Geral Comentários 26 de fevereiro de 2016

Notas Gerais


Filho do homem
Investigado pela Operação Zelotes por ter recebido R$ 2,4 milhões de um lobista acusado de participar de um esquema de compra de medidas provisórias, Luís Claudio Lula da Silva faz das redes sociais sua trincheira. A participação do filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Facebook é praticamente diária e, frequentemente, crítica. Entre seus alvos: o juiz federal Sergio Moro; o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ); o delegado da Polícia Federal responsável pela Zelotes, Marlon Cajado; além de alguns adversários políticos do seu pai e a mídia.

Ministra frustrada
A ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça disse acreditar que a população, que “acompanhou todo o processo, como se estivesse assistindo a uma novela, vai ficar frustrada se as decisões do Supremo Tribunal Federal não forem cumpridas pelos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão”. Ela disse que, como cidadã, também estará frustrada. "O STF adquiriu credibilidade pública com as decisões, que criaram uma expectativa na sociedade quanto ao cumprimento. Então, ele terá que dar uma satisfação ao público, se o que decidiu vale ou não", disse ela.

Zelotes continua
A Polícia Federal realizou a 6ª fase da operação Zelotes com mandados de busca e apreensão em sedes do grupo siderúrgico Gerdau, por suspeita de ter tentado sonegar até 1,5 bilhão de reais. A nova fase da operação Zelotes cumpria 18 mandados de busca e apreensão e 22 de condução coercitiva em Brasília, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, além de duas oitivas realizadas no Complexo da Papuda. A Zelotes investiga fraudes relacionadas ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais e o suposto pagamento de propina para a edição de medidas provisórias.

Renan investigado
O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, foi designado para assumir a relatoria de um novo pedido de inquérito sobre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O pedido para investigar é da Procuradoria Geral da República e busca provas da suposta prática de lavagem de dinheiro e peculato (desvio de recursos públicos). A suspeita surgiu em outra investigação sobre Renan, relacionada ao suposto uso de notas fiscais frias para tentar justificar renda. Durante as apurações, a PGR viu indícios de movimentação financeira suspeita de R$ 5,7 milhões nas contas do senador.

Saiu do vermelho
Após oito meses no vermelho, as contas do Governo Federal (União, Previdência Social e Banco Central) voltaram a registrar, em janeiro, superávit primário, a economia para pagar juros da dívida pública. No mês passado, o saldo positivo foi de R$ 14,83 bilhões, informou na quinta-feira (25) a Secretaria do Tesouro Nacional. Desde abril do ano passado que as contas do governo não registravam superávit fiscal. Nos últimos oito meses, os números indicaram um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública), ou seja, elas permaneceram no vermelho.

Arrecadação cai
A arrecadação de impostos e contribuições federais do governo somou, em janeiro deste ano, R$ 129,38 bilhões, informou nesta quinta-feira (25) a Secretaria da Receita Federal. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve uma queda real de 6,7%. O resultado mostra que a arrecadação de impostos pelo governo federal continua se arrastando, reflexo da crise e do cenário de atividade econômica fraca. A arrecadação de janeiro foi a pior este mês desde 2011, ou seja, em cinco anos. Em janeiro do ano passado, ela foi de R$ 138,64 bilhões e, em janeiro de 2014, de R$ 146,67 bilhões.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Força-tarefa para agilizar fila de processos parados

18/05/2017

Imagine que você tenha terreno e recursos para iniciar uma obra, mas esteja impedido de dar prosseguimento por conta da falt...

Convênios públicos têm nova regulamentação

11/05/2017

A Câmara Municipal realizou audiência pública nesta quinta-feira,11, em conjunto com a Prefeitura de Anápolis, para trata...

Corpo encontrado em lago é de empresário anapolino

04/05/2017

Na noite desta quinta-feira, 04, informação colhida pelo Jornal “A Voz de Anápolis”, junto a um irmão de Edmar Almeid...