(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Lei e ordem

Contexto Jurídico Comentários 08 de setembro de 2017


O movimento denominado Lei e Ordem ocorreu nos Estados Unidos no final do século XX. Tratava-se da aplicação do direito penal máximo e constitucional com o ânimo de reprimir e desestimular a criminalidade.
Em 1982, dois pesquisadores de HARVARD, James Q. Wilson e George Kelling publicaram o artigo que denominaram Broken Windows Theory (Teoria das Janelas Quebrada).
No processo empírico que induziu a elaboração da Teoria, os Pesquisadores realizaram o seguinte experimento: dois carros foram estacionados e deixados em seguida em dois bairros da cidade de Nova York, sendo um modesto com pouco policiamento, e outro com moradores com alto poder aquisitivo e policiamento regular.
Em poucas horas, o carro deixado no primeiro local havia sido saqueado e depredado pelos moradores locais, o que não se observou no segundo carro.
Passados sete dias, os estudiosos decidiram por quebrar a janela do carro que até então estava intocado. Em seguida, observou-se que os locais que circulavam próximos ao carro, gradativamente, saquearam e depredaram o automóvel como ocorrera no primeiro caso.
Diante da situação descrita, concluiu-se o seguinte: a criminalidade não estava relacionada à falta de recursos financeiros, como reiteradamente defendido pelo senso comum social. Diferentemente, restou constatado que a ocorrência criminalidade estava vinculada, intimamente, à ideia implícita de desordem.
Na situação empírica, o carro do segundo caso foi depredado depois de um indício de desordem (janela quebrada) foi plantado, encorajando, deste modo, os passantes a se comportarem de maneira que produzissem resultados semelhantes ou mais gravosos.
Logo, deduziram que a tolerância ante pequenas infrações, gera atmosfera de anomalia social, configurando, portanto, condição propícia para que se reiterem e tornem-se mais gravosas.
A partir das conclusões deste Estudo foi formulado o denominado Movimento de Lei e Ordem (Law and Order) que, como exposto alhures, objetivava, através de políticas criminais repressivas e criminalizantes, a manutenção da segurança urbana.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Jurídico

Ato de desídia. Faltar sem justificativa é motivo para justa causa

17/01/2019

Segundo entendimento da 1ª turma julgadora do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região, faltar ao trabalho por mais de ...

Pensando em abrir seu próprio negócio? Vejaos principais tributos pagos por uma empresa:

10/01/2019

O que mais assusta os empreendedores e donos de negócios são os valores a serem pagos e a burocracia ao abrirem uma empresa...

Código de Defesa do Consumidor X Convenção de Varsóvia Controvérsias quanto às indenizações

20/12/2018

O transporte aéreo de passageiros é configurado como uma relação consumerista, haja visto que, a Companhia Aérea enquadr...

Teletrabalho. Reforma Trabalhista

13/12/2018

Inicialmente é necessário esclarecer que o teletrabalho é o serviço prestado, de forma preponderante, fora das dependênc...