(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Júnior Friboi surpreende e desiste de pré-candidatura

Política Comentários 24 de maio de 2014

Peemedebista, através de uma carta encaminhada ao diretório do partido, afirma que não é mais pré-candidato ao Governo de Goiás e faz críticas e Iris


O meio político foi surpreendido no início da noite desta quinta-feira,22, com a carta encaminhada ao diretório do PMDB pelo pré-candidato da legenda, José Batista Júnior, o Júnior Friboi, conformando a sua desistência da disputa. Na missiva, ele argumenta que tomeou esta decisão porque não quer ver o partido dividido e não poupou Iris Rezende de críticas, que o teria, inclusive, incentivado ao se filiar no partido para ser candidato. (Veja no final a íntegra da carta)
Em tese, o PMDB tem agora, apenas, a pré-candidatura de Wagner Guimarães, que é ligado ao grupo de Iris Rezende, que também, através de carta, abriu mão de sua pré-candidatura. Mas, nas entrevistas que tem dado à imprensa, tem sempre deixado uma interrogação sobre uma possível volta à cena política da sucessão de Marconi Perillo (PSDB).
A desistência de Júnior Friboi não deve abalar o projeto do Partido dos Trabalhadores que era tido como o principal aliado do PMDB e que, em março último, lançou a candidatura de Antônio Gomide, ex-Prefeito de Anápolis. Em nota, ele disse: “Quero dizer que independente de qualquer cenário político, sigo nosso projeto de mudança com o apoio de todos aqueles que esperam um Goiás melhor”. E, ainda, alfinetou: “Nós, do Partido dos Trabalhadores, nunca tivemos dificuldade em tomar decisão. Nossa pré-candidatura não se trata apenas de um nome novo, mas propomos uma nova prática de gestão pública, uma forma de governar para todos, sem publicidade ou discórdias”.
E a movimentação política de quinta-feira não parou por aí. Depois de participar do evento de inauguração da Ferrovia Norte-Sul e fazer rasgados elogios à Presidente Dilma Rousseff, o Governador Marconi Perillo teve um encontro com o senador e presidenciável Aécio Neves. Claro que a conversa girou em torno da política.

Carta Aberta aos companheiros do PMDB

Aprendi com meus pais os valores que guiam a minha vida. Os mais importantes são a verdade e a lealdade. Sempre me pautei por eles, e com sucesso. Quando decidi entrar na política, jurei a mim mesmo e à minha família que não me afastaria dos princípios em que sempre acreditei: falar a verdade e acreditar que os outros estejam fazendo o mesmo.
Meu primeiro movimento ao ser convidado para me filiar ao PMDB foi procurar Iris Rezende, amigo de minha família por décadas. Disse a ele que pretendia disputar o governo de Goiás e perguntei se ele tinha o mesmo plano. Se tivesse, eu não viria para o partido. Não tinha o interesse de dividir a legenda.
Iris me disse naquela vez que não pretendia concorrer a governador, o que viria a reafirmar em várias conversas que tivemos depois. Me assegurou serem falsas as acusações de que não deixava nenhuma outra liderança crescer no PMDB. Que não tinha sido ele a impedir as candidaturas de Henrique Meirelles, Vanderlan Cardoso e a reeleição de Maguito Vilela. Eu acreditei, e me filiei ao PMDB.
Nesse primeiro encontro, Iris me disse para viajar pelo interior de Goiás, conversar com os companheiros. Se o PMDB me abraçasse, ele me abraçaria. Foi o que fiz, e o PMDB me abraçou.
Apesar disso, Iris se lançou pré-candidato a governador. Respeitei sua disposição e mantive a mesma postura. Para minha alegria, a imensa maioria do partido apoiou meu nome e nossa proposta de renovação. Alguns dias depois, num gesto de grandeza, Iris renunciou à pré-candidatura, anunciando sua intenção de não dividir o partido.
Infelizmente, a renúncia dele não acabou com as intrigas de bastidor ou com os ataques contra mim. A perspectiva é a do PMDB chegar às eleições como um partido dividido, marcado pelas cicatrizes da luta interna.
Eu me comprometi a não dividir o PMDB e serei fiel à minha palavra. Neste momento retiro minha candidatura. Deixo o caminho aberto para Iris Rezende disputar mais uma vez o governo de Goiás. Acompanharei a disputa eleitoral como cidadão.
Deixo o processo eleitoral com o coração agradecido aos companheiros que honraram sua palavra e seus compromissos. E saio com a consciência tranquila de quem permaneceu fiel a seus valores.
Júnior Friboi

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Dívidas do Estado com a União alongadas em até 240 meses

20/07/2017

Aprovadas na Assembleia Legislativa nas sessões realizadas no período de convocação extraordinária, nos dias 14 e 17 des...