(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Juiz da Infância e Juventude mandou lacrar Clube Social de Interlândia

Justiça Comentários 05 de maro de 2010

Local foi interditado e multado por vender bebida alcoólica a menores. É a sexta vez que o estabelecimento foi notificado


O último final de semana em Interlândia foi de descanso para os moradores. Isso porque o Clube Social do Distrito é um local de festas constantes. Após facilitar o acesso de bebidas alcoólicas a menores e identificado pela fiscalização do juizado de menores, o proprietário foi notificado e o estabelecimento interditado.
Por mais de cinco vezes o local teve de ser interditado e multado pelo mesmo motivo. No entanto, a penalidade para este crime é apenas temporária. A multa para o proprietário varia de três a 20 salários mínimos. A determinação do juiz da Infância e Juventude, Carlos Limongi Sterse é de que o Clube Social de Interlândia fique fechados por sete dias, por serem reincidentes no desrespeito à legislação. “Se continuarem repetindo, o local continuará interditado”, avisou.
O artigo 258 do Estatuto da Criança e do Adolescente combinado com o artigo 81, inciso 2, fala acerca da proibição da venda de bebida alcoólica a menores. De acordo com o I Levantamento Nacional sobre os Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira, realizado pela Secretaria Nacional Antidrogas e a Universidade Federal de São Paulo, divulgado pelo Ministério Público jovens de 14 a 17 anos iniciam o consumo regular de bebidas alcoólicas, em média, com 14 anos e seis meses. O álcool deixa o menor exposto a uma série de riscos como acidentes de trânsito, envolvimento com atos infracionais e vandalismo.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Justiça

Promotor de Anápolis integra a Corregedoria

20/10/2017

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, indicou nesta terça-feira (17/10) cinco promotores goianos p...

Orientações ajudam a renegociar as matrículas escolares

20/10/2017

Chegou a hora de negociar a matrícula escolar, um período que proporciona mais um gasto extra e exige planejamento. Perante...

Conselho mantém as regras para compor a lista sêxtupla ao TJ

20/10/2017

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) decidiu que o seu atual modelo de formação de lista sêxtupla p...

Em sentença pioneira, porte de “chucho” incide em condenação

12/10/2017

Conhecidas como chucho, as armas artesanais – produzidas pelos próprios detentos – são comuns nos ambientes carcerário...