(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Jovens envolvidos com drogas têm nova perspectiva de vida

Geral Comentários 10 de fevereiro de 2012

Programa pioneiro executado pela Prefeitura de Anápolis consegue resgatar crianças e adolescentes em situação de risco


O Viva a Vida, programa social pioneiro no Estado, prova que é possível recuperar jovens que tiveram parte de sua vida perdida por conta das drogas. Exemplo disso são os cinco garotos que receberão o certificado de aptidão, garantindo estarem prontos para retornarem às suas casas e serem reinseridos a sociedade após tratamento recebido dentro da iniciativa.
Estes cinco jovens possuem idade entre 15 e 18 anos e por algum período tiveram suas vidas ligadas ao mundo das drogas e da criminalidade. No entanto, foram recuperados e no dia 7 de março deste ano, às 9 horas, receberão a graduação do programa Viva a Vida por alcançarem êxito no tratamento. A entrega do certificado será na Escola Agrícola, local onde o programa é executado.
O Viva a Vida é um trabalho realizado pela Prefeitura de Anápolis, em parceria com a Pastoral da Sobriedade da Associação Beneficente Jesus Libertador (Abejel), que ampara menores usuários de drogas e em risco social. Atende crianças e adolescentes com idade entre oito e 18 anos, dependentes de álcool e drogas.
Os jovens ficam internados por nove meses, recebendo amparo e orientação. Com autorização judicial expedida pelo Juizado da Infância e Juventude, as crianças passam a conviver com demais adolescentes que enfrentam a mesma situação, recebem aulas de reforço escolar, prática esportiva, assistência médica, odontológica e psicológica.
Passam ainda por momentos de reflexão, oração, palestras e atividades em contato com a natureza. Depois que encerrado o período de tratamento, são incluídos nos programas sociais da Prefeitura, para que possam ser inclusos no mercado de trabalho.

Nova oportunidade
De acordo com o presidente da Abejel, Mauro Marcelino, o programa Viva a Vida colhe bons frutos, tornando-se essencial no enfrentamento de um problema que hoje é uma realidade no Brasil e no mundo. “Era frustrante quando no passado algumas famílias nos procuravam e não tínhamos meio e local para atender as crianças e adolescentes dependentes de droga. Essa iniciativa da prefeitura em parceria com nossa associação atendeu a um grito da sociedade”, destaca.
Mauro Marcelino aponta que o trabalho do Viva a Vida é diferenciado, pois não serve apenas como um espaço para internação e tratamento de jovens, e sim para ressocialização. “Temos um trabalho diferenciado, pois não existe em Goiás um lugar que se tenha oportunidade de ajudar desta forma. Aqui todos que chegam se sentem amados e fazemos um trabalho também com a família do adolescente”, salienta.
Mesmo com a necessária de encaminhamento judicial, a diretora Cida Brito informa que a administração municipal está preocupada em oferecer amparo a todos os menores infratores dispostos a realizarem o tratamento. “Estes jovens são tratados com todo suporte possível para ganhar vida nova”, reforça. O programa, lançado em agosto de 2010, já trouxe bons frutos: 110 jovens e adolescentes foram amparados. Hoje, 16 internos recebem o tratamento ofertado, tendo a ação condições de receber até 30 pessoas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Secretaria de Cultura tem inscrição para ciclo de oficinas

10/01/2019

O aperfeiçoamento técnico e artístico na sétima arte é um dos focos do Anápolis Festival de Cinema (AFC). As inscriçõ...

Havan registra R$ 7 bilhões de faturamento em 2018

10/01/2019

O grupo Havan comemora os excelentes resultados obtidos em 2018. As 120 lojas (uma delas em Anápolis), juntas, somaram um fa...

Especialista dá dicas para comprar bem e economizar

10/01/2019

Para quem tem filhos, um dos maiores gastos do início do ano, sem dúvida, é o material escolar. A situação pode ficar ai...

Aprovada lei que exige identificação biométrica nos estádios em Goiás

10/01/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou sua primeira lei e a primeira do ano de 2019, no último dia 03, quinta-feira. Ap...