(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Josias Braga: Livro narra a saga de um pioneiro da Belém Brasília

Geral Comentários 18 de fevereiro de 2011

De simples lavrador no interior de Minas Gerais ao mais importante empresário do setor de transporte de massas em toda a região. É o que foi contado no quinto número do Projeto Resgate Cultural - Memórias de Anápolis


Com o Teatro Municipal completamente tomado pro convidados, amigos e familiares do empresário Josias Moreira Braga, aconteceu, na noite da 11 de fevereiro último, a solenidade de lançamento do livro Josias Braga - Pioneiro da Belém Brasília, escrito pelo jornalista Nilton Pereira e editado pelo, também, jornalista e publicitário Manoel Vanderic Correia, criador do Projeto Resgate Cultural, que conta a história de pessoas e/ou instituições que de alguma forma, colaboraram, e colaboram, para o crescimento socioeconômico, cultural e político do Município de Anápolis.
O livro em referência destaca o espírito empreendedor de Josias Braga, que saiu de Minas Gerais na década de 50, dirigindo um velho caminhão e se instalou em Goiás. Primeiramente na região de Lobeira (hoje a cidade de Hidrolina) e, depois, se transferiu para Anápolis com o “Expresso de Luxo Braga”, sistema de transportes de passageiros entre o Vale do São Patrício e Anápolis. Depois, a empresa evoluiu a ponto de ser a autora do mais ousado projeto de transportes de massas na década de 70 em nível de Brasil. Fazer a ligação entre Brasília, a Capital da República, então emergente, e o Porto de Belém, na Baía de Marajó, um trecho de 2.200 quilômetros sem um palmo de asfalto.
Prestigiada por importantes autoridades políticas e empresariais, a festa de lançamento do livro Josias Braga - Pioneiro da Belém Brasília foi cercada de um projeto audacioso, a partir da preparação do Teatro Municipal de Anápolis. A noite de autógrafos do jornalista e iniciante na arte literária, Nilton Pereira, foi antecedida de momentos importantes, dentre eles, uma série de homenagens prestadas. Sem fins lucrativos, a renda auferida com a vendagem do livro destinou-se à instituição filantrópica denominada Casa Betânia, que cuida de pessoas contaminadas pelo vírus HIV.
Destaque para a presença dos dez filhos de Josias Braga, frutos de seus dois casamentos. O primeiro com Maria Amélia de Jesus, com quem teve seis filhos. Após se enviuvar, Josias Braga casou-se com Marlene Rodrigues Paulino, com quem teve mais quatro filhos. A festa serviu para reunir, além dos dez filhos, os netos e bisnetos, parentes e amigos de várias partes do Estado e, até, de outras unidades da Federação. Abrilhantada por números musicais, peças de balé e uma série de homenagens, a noite de autógrafos marcou uma das mais belas páginas vividas no plano cultural em Anápolis nos últimos anos.
A obra de Josias Braga foi lembrada por diverso oradores, dentre eles, o ex-prefeito Olímpio Ferreira Sobrinho, que foi seu contemporâneo no Lions Clube. Josias chegou a ser governador daquela instituição e deixou um trabalho considerado exemplar à frente da entidade. Também falou, na ocasião, o líder comunitário e filantropo José Borges, que conviveu com Josias Braga na Sociedade São Vicente de Paulo, instituição presidida pelo empresário que a dotou de todos os recursos necessários para a obra de assistência a famílias carentes em todo o Município. Além disso, a filha mais velha de Josias Braga, Elcy, foi escolhida para falar em nome da família e destacou a importância da trajetória do pai, não só no aspecto empresarial, mas, principalmente, como chefe de família.
O autor do livro, Jornalista Nilton Pereira disse da satisfação em ser escolhido e convidado para executar a tarefa, relatando ter amplo conhecimento da vida de Josias, com quem conviveu em diferentes épocas. “Não teria coragem de escrever sobre uma pessoa a quem não conhecesse”, destacou.
Também o jornalista Manoel Vanderic Correia, produtor e editor do livro disse que a escolha de Josias Braga para figurar entre as personalidades do Projeto Resgate Cultura não se deu por acaso e, sim, pelo conjunto da obra. “Josias foi um extraordinário homem de visão, pai de família exemplar, grande companheiro e um homem voltado para o humanismo. Sua posição socioeconômica não dificultou que ele fosse uma alma cândida, uma pessoa destinada a construir amizades e a praticar o bem. Ele foi assim a vida toda”, justificou Manoel Vanderic.
Manoel Vanderic acrescentou no livro, parte de uma crônica que se intitula “Amar Anápolis”, colocada em todos os números do Projeto Resgate Cultura:
AMAR ANÁPOLIS...

- É INCENTIVAR SEUS ARTISTAS

- É PRESTIGIAR SEUS INTELECTUAIS

- É DIVULGAR SEUS VALORES

- É PRESERVAR SUAS TRADIÇÕES

- É APOIAR SUA CULTURA

- É RESGATAR SUA MEMÓRIA


(BOX) JOSIAS MOREIRA BRAGA - Resumo Biográfico

Nasceu em Serra do Salitre (hoje emancipado) distrito de Patrocínio, região do Alto Paranaíba, Minas Gerais, em 20 de agosto de 1922. Quinto filho do casal Antônio Moreira Braga e Maria Florentina de Jesus, Josias Braga passou a infância e parte da juventude em sua terra natal, onde trabalhou na produção rural, sendo agricultor e criador de gado, principalmente bovino. Aos 20 anos casou-se, em primeiras núpcias, com Maria Amélia de Jesus, em 24 de dezembro de 1942, com quem teve seis filhos: Elcy Maria de Jesus; Lázaro Moreira Braga; Neusa Maria de Jesus; Maria Terezinha de Jesus; Conceição Aparecida Braga e Geralda de Fátima Braga. Enviuvou-se de Maria Florentina em 20 de março de 1961. Em 18 de maio de 1963 casou-se com Marlene Rodrigues Paulino, com quem teve quatro filhos: Josias Eduardo Braga; Ângela Rodrigues Braga, Antônio José Braga e Fernando Rodrigues Braga. Foi comerciante e caminhoneiro em Minas Gerais. Mudou-se para Hidrolina, Goiás, em 1956, quando iniciou o serviço de transporte de passageiros entre aquela cidade e Ceres. Depois estendeu a linha para outros municípios, como Anápolis e Porangatu. Transferiu-se para Anápolis onde implantou o “Expresso de Luxo Braga”, depois Expresso Braga. No início da década de 70 implantou a linha Belém-Brasília. Anos mais tarde, fundou a empresa Transbrasiliana Transporte e Turismo, em sociedade com Odilon Santos, da Viação Araguarina, com atividades em dez estados da Federação. Josias Braga foi membro do Lions Clube Internacional, onde chegou a Governador do Distrito L-13. Fazia parte da Sociedade São Vicente de Paulo e participou de vários movimentos sociais, culturais e filantrópicos de Anápolis e várias outras cidades. Recebeu título de cidadania honorária de Anápolis, Belém e muitas outras cidades goianas e brasileiras. Josias Moreira Braga faleceu, aos 65 anos, em acidente aéreo na região do Rio Araguaia, no dia 07 de junho de 1987, quando retornava de uma viagem à sua fazenda.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...