(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

ITEGO: Instituto completa 13 anos com 150 mil atendimentos

Geral Comentários 30 de novembro de 2015

Antigo Cepa, localizado no Distrito Agro Industrial de Anápolis, foi um dos primeiros na modalidade a serem criados no Estado de Goiás


Uma solenidade marcada para esta sexta-0feira,27, às 19 horas, vai marcar os 13 anos do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás Governador Onofre Quinan – Anápolis, inicialmente concebido com o nome de Centro de Educação Profissional de Anápolis (CEPA). A Instituição chega à marca de 155.395 pessoas atendidas.
O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton de Figueirêdo Júnior, o superintendente de Ciência e Tecnologia, Mauro Faiad, a chefe do Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica, Soraia Paranhos, e outras autoridades do Estado e do Município, empresários, alunos, professores e servidores são esperados na sede do ITEGO Anápolis para as comemorações.
A implantação da educação profissional em Anápolis começou a ser discutida no fim dos anos 90. Em 1999 teve início a construção do prédio que hoje abriga o ITEGO Governador Onofre Quinan. O professor José Teodoro Coelho foi o primeiro diretor da Instituição e coordenou todo o processo da construção do prédio e da implantação dos cursos. De acordo com José Teodoro, implantar os cursos profissionalizantes na cidade partiu de um desejo de diversos segmentos da sociedade e aconteceu num momento muito importante da política nacional de expansão da educação profissional através do PROEP (Programa de Expansão Profissional), que, com recursos do MEC, BID e FAT, proporcionou a construção do prédio e a implantação dos primeiros cursos. “Esta é uma unidade pioneira no Estado, em que os processos tiveram que ser idealizados, pensados e construídos para dar suporte a essa nova demanda. Os primeiros cursos tiveram a intencionalidade de atender a demanda do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA). Foram implantados inicialmente cursos de Informática, na área de atendimento e gestão”, lembra. Teodoro explica que a partir da criação desses cursos foram implantados os primeiros laboratórios. O gestor lembra que a Instituição foi escolhida por um conselho britânico como uma das 25 melhores escolas do Brasil como modelo de gestão.
A inauguração do prédio aconteceu no dia 11 de novembro de 2002. Nos anos seguintes foram realizadas parcerias com a Prefeitura de Anápolis e com empresas da cidade para a oferta de cursos de formação inicial e continuada de trabalhadores. No primeiro convênio com a Prefeitura de Anápolis, por exemplo, foram qualificadas 5.500 pessoas em 13 modalidades de cursos na área de Informática, 12 em gestão e três em eletrônica. Nesses 13 anos, foram atendidas 47.210 pessoas com cursos de formação inicial e continuada, incluindo trabalhadores da Prefeitura de Anápolis e de empresas locais. Nos cursos técnicos presenciais, foram 2.650 atendimentos e 1.793 pessoas qualificadas com cursos técnicos a distância. Mas o maior número de atendimentos ficou por conta do Programa Bolsa Futuro, que qualificou em Anápolis e região 85.293 pessoas. Veja os números:

Inova Goiás
Em 2014, uma lei aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo Governador Marconi Perillo transformou os centros de educação profissional do Estado em institutos tecnológicos. Neste ano de 2015 foram criados 30 institutos e o Centro de Educação Profissional de Anápolis (CEPA) passou a se chamar Instituto Tecnológico do Estado de Goiás Governador Onofre Quinan – Anápolis. Para a chefe do Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica, Soraia Paranhos, a Rede Itego surge dentro do contexto do Programa Inova Goiás, lançado recentemente pelo Governo do Estado, com o objetivo de realizar a formação profissional e fortalecer a inovação e o desenvolvimento tecnológico. “O ITEGO Governador Onofre Quinan tem grande importância nesse processo de inovação tecnológica proposto pelo Inova Goiás”, atestou.
Para a diretora do ITEGO Anápolis, Joyce Costa, os desafios são grandes, mas com a dedicação e profissionalismo dos colaboradores a Instituição se destacará no cenário estadual no que diz respeito à inovação e prestação de bons serviços à sociedade. Além dos cursos já ofertados, Joyce salienta que em breve o ITEGO disponibilizará cursos tecnológicos de nível superior e também apoiará os arranjos produtivos locais da Cachaça, Lácteo e de Tecnologia da Informação.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Construtores vão arrecadar doações

24/11/2017

No início da noite da última terça-feira,21, foi realizada a solenidade de lançamento de mais uma edição do projeto ACA...

Genérico contra o câncer de próstata

24/11/2017

Os pacientes que enfrentam o câncer de próstata poderão contar com mais uma alternativa de tratamento: na próxima segunda...

Médica anapolina no comando de UTI

24/11/2017

A médica Ludhmila Hajjar vai assumir a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, em Brasília. Bastant...

Lei institui o programa MP de Olho na Bomba

24/11/2017

Foi publicada no Diário Oficial de Goiás da última terça-feira, 21, a Lei nº 19.888, que aprova o projeto MP de Olho na ...