(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Isoeste recebe menção de reconhecimento por cumprir Protocolo de Montreal

Meio Ambiente Comentários 18 de outubro de 2013

Empresa anapolina inaugura unidade que não agride a camada de ozônio e recebe reconhecimento internacional


A Isoeste recebeu no último dia 10 de outubro, na Matriz Anápolis, a visita de diversas autoridades para entrega do Cartaz Comemorativo de cumprimento do Protocolo Montreal. Nessa visita, foi realizada vistoria para verificação do cumprimento das instalações, e em seguida a entrega do Cartaz à Diretoria, agradecendo por ser a primeira empresa do país a cumprir as ações do Protocolo de Montreal para eliminação do consumo de gases Hidrofluorcarbonos em seu processo produtivo.
Estiveram presentes autoridades do município de Anápolis como o Vice Prefeito João Gomes e secretários, e na Comitiva Oficial de Brasília vieram o Secretário Nacional de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Carlos Klink, acompanhado de Rose Diegues, Coordenadora Nacional do Programa das Nações Unidas Para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil e os Senhores Miguel Quintero, e Kasper Koefoed Representantes Internacionais da ONU, além de outros membros do PNUD.
Em seu pronunciamento, o Carlos Klink agradeceu o empenho e dedicação da empresa e seus colaboradores, afirmando que o trabalho que a Isoeste “é uma forma de mostrar para o mercado que é possível adotar boas práticas". Com esse reconhecimento tão importante, a Isoeste se torna exemplo para outras empresas do Brasil, pois é uma empresa líder de mercado, que consegue aliar inovação com sustentabilidade.
O empresário Mário Forlim, diretor industrial da Isoeste, recebeu a visita com surpresa pois, segundo ele, a empresa se empenhou em desempenhar o projeto, não esperando que fosse a primeira. Mas, conforme ressaltou, acreditando que, efetivamente, o investimento representaria um marco no seu processo produtivo. E, também para a sua surpresa, várias empresas nacionais e até estrangeiras, buscaram informações sobre o modelo e, inclusive, reforçaram compromissos comerciais por a Isoeste estar cumprindo o Protocolo de Montreal, como foi o caso da Vale do Rio Doce. Para ele, a implantação do sistema representa um divisor de águas na história da indústria.
Foram investidos US$ 330 mil (R$ 720 mil) provenientes do Fundo Multilateral para Implantação do Protocolo de Montreal, acordo global de proteção da camada de ozônio. A visita marcou a conclusão do primeiro projeto de conversão tecnológica financiado pelo programa. Até 2015, serão executados 32 empreendimentos, que beneficiarão 400 empresas em todo o território nacional. Com eles, serão eliminadas mais de 168 toneladas de potencial de destruição do ozônio (tPDO) de HCFC-141b. A ação visa a alcançar a meta brasileira de reduzir em 16,6% o uso dos HCFCs até 2015.
Criado em 1987, o Protocolo de Montreal é um acordo multilateral em que 197 países se comprometem a eliminar gradativamente substâncias destruidoras da camada de ozônio. Nesta nova etapa do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs, entre as metas do Brasil, está o congelamento do consumo das substâncias até o fim de 2013 e a sua redução em 16,6% até 2015. Uma instrução normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), publicada no fim de 2012, já controla a entrada da substância no país, por meio de cotas específicas para a importação do material. (Com informações do Ministério do Meio Ambiente e da Coordenação de Marketing da Isoeste)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Meio Ambiente

Limpeza preventiva de córregos

14/09/2017

Os córregos se contorcem diante do assoreamento que desidrata os cursos d’água nesse momento de estiagem. Mas para evitar...

Queimadas em vegetações e plantações estão têm registro de incidência na região de Anápolis

10/08/2017

Embora já se esteja em um período que favorece a sua ocorrência, a estação da seca ainda não provocou este ano grandes ...

Compensação ambiental vai garantir retirada de árvores

13/07/2017

Para cada palmeira de guariroba retirada do canteiro central da Avenida Brasil - medida necessária para a continuidade da ob...

Programa combaterá desperdício de água

15/06/2017

Combater o desperdício de água. Este é o objetivo do Pró-Água, programa que será lançado na próxima terça-feira,20, ...