(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Íris Rezende diz que não se aposenta

Política Comentários 17 de dezembro de 2010

Ex-prefeito de Goiânia diz, em Anápolis, que não quer cargo no Governo Federal. Mas assegura que não vai deixar a política.


Cumprindo uma promessa feita à época em que pleiteou indenização como preso político, o ex-governador, ministro, senador e prefeito de Goiânia, Íris Rezende Machado, veio a Anápolis fazer a doação da parte líquida dos R$ 100 mil a três instituições filantrópicas da Cidade: Santa Casa de Misericórdia, Instituto Cristão Evangélico e Hospital Espírita de Psiquiatria. Foram repassados cerca de R$ 24 mil a cada instituição. Íris esteve em Anápolis no mês de maio, quando da realização de uma audiência promovida pelo Comitê da Anistia, para se definirem os valores a serem pagos aos anistiados políticos, perseguidos durante o regime militar.
Falando sobre o dinheiro o líder peemedebista disse que, desde o início, havia decidido não se valer dele. “A vida já me deu muito, o povo de Goiás me deu muito. Meu patrimônio foi conseguido à custa de trabalho como advogado, heranças que recebi da família e das empresas que meu pai tinha na área de frigorífico. Se quisesse, teria aceitado a pensão que o então Governador Marconi Perillo ofereceu aos ex-governadores. Não quis”, justificou.

Política
Perguntado se sabia de uma eventual especulação em torno de seu aproveitamento na equipe da Presidente eleita Dilma Rousseff, Íris Rezende destacou que não cogita dessa possibilidade e que não teve nenhum contato ou consulta a esse respeito. “Estou saindo de uma campanha para a qual não me preparei direito, pois só decidi entrar na disputa dez dias antes do prazo final. Não tive os recursos necessários como o meu principal concorrente, mas, mesmo assim, saí fortalecido. Recebi um número extraordinário de votos, de goianos que me conhecem e que, ainda, confiam em mim”, alegou.
Sobre o futuro, Íris disse que não pensa em se candidatar nas eleições de 2012. “Acho que não há motivação. Mas não vou sair da política. Tenho muito a oferecer, ainda, ao povo goiano. Quero ser uma espécie de conselheiro do PMDB e de outros partidos que quiserem. Tenho experiências acumuladas e, felizmente, muita credibilidade para isso”, destacou o líder peemedebista. E, quanto ao futuro do PMDB em Goiás, Íris declarou que tem trabalhado para a sua reformulação. “Quando assumi a Prefeitura de Goiânia, por exemplo, levei comigo novas e importantes lideranças. É esse pessoal que vai assumir o PMDB a partir de agora. De minha parte, não tenho do que me queixar do povo de Goiás. Sou muito grato a tudo o que esse povo me conferiu”.
Ao analisar o atual momento do PMDB, Íris Rezende disse discordar que o partido esteja em declínio. “Ainda somos um grande partido, temos, agora, a Vice-Presidência da República, elegemos muitos governadores, senadores, deputados e outras lideranças. Em Goiás o partido está em todos os municípios com fortes representações. Os desgastes são naturais. O que ocorreu em Anápolis, por exemplo, com a saída de alguns companheiros, faz parte da democracia. Uns saem, outros chegam”, concluiu Íris Rezende.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Política

Ronaldo Caiado acusa Governo de usar dados para mascarar crise do Estado

08/11/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (Democratas) cobrou maior transparência nos dados repassados à equipe de transição pel...

Partido realiza ação social em prol da Casa Joana

08/11/2018

O Democratas Mulher Anápolis irá realizar nesta sexta-feira, 09, a partir das 09 horas, em Anápolis, uma manhã odontológ...

Vereador exige explicações para aumento da energia elétrica em Goiás

08/11/2018

O vereador João da Luz (PHS) informou na tribuna, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,07, que esteve em Bra...

Ronaldo Caiado terá muitos desafios para enfrentar em sua terra natal

02/11/2018

Não dá para falar que se trata de uma “herança maldita”. Mas, dá para dizer que os “gargalos” de Anápolis vão o...