(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Íris admite vice de Anápolis

Política Comentários 09 de maio de 2010

Candidato do PMDB visita a cidade e anuncia os rumos da campanha


Pré-candidato do PMDB ao Governo de Goiás nas eleições de outubro, o ex-prefeito de Goiânia, Íris Rezende Machado, disse que se sentirá orgulhoso de ter como candidato a vice, um nome de Anápolis. “Aliás, em meu primeiro governo já fiz isso. Escolhi o então empresário Onofre Quinan e acertei. Tanto é que deixei o Governo um ano antes, para ser ministro do Presidente Sarney e Onofre assumiu em meu lugar.
Íris Rezende esteve ontem, 06, em Anápolis, cumprindo extensa agenda, que incluiu visita ao Prefeito Antônio Gomide (PT), encontro com vereadores e entrevistas aos veículos de comunicação da Cidade. Em sua primeira fala, o ex-prefeito de Goiânia disse que “político que se preza em Goiás tem de tirar o chapéu para Anápolis. Não só pela importância política, mas pelo que esse município representa em termos de progresso e desenvolvimento socioeconômico e cultural.
Ao falar sobre seu envolvimento com Anápolis, Íris Rezende rememorou suas duas passagens pelo Governo. “Desafio a qualquer candidato a debater comigo sobre quem trouxe mais benefícios para Anápolis”, disse ele. Ao relatar as realizações, Íris citou investimentos em água e esgoto; pavimentação de rodovias ligando Anápolis a várias cidades como Ouro Verde; Catalão, Nerópolis e Corumbá; construção da Vila Esperança e do Conjunto “Filostro Machado“; transformação da Faculdade de Ciências Econômicas em Universidade de Anápolis, depois UEG; ampliação do Distrito Agro Industrial, além de outros projetos, chegando a afirmar que 70 por cento das obras públicas estaduais em Anápolis foram feitas sob sua administração.
Quanto à disputa pelo Governo de Goiás este ano, Íris Rezende disse que vai ser a mais fácil da história. “O povo conhece o que eu fiz, o que o candidato do PSDB fez e o que o atual governo, que apóia uma terceira via, está fazendo. Assim sendo, estou disposto a discutir com todos eles para mostrar quem promoveu mais benefícios para o Estado”, disse.
A respeito dos rumos a serem dados à campanha a partir de agora, Íris disse que, após renunciar ao cargo de Prefeito de Goiânia, tirou uma semana para descansar, pois estava há cinco anos sem para um dia sequer. Agora, com agenda voltada para os compromissos partidários, ele assegura que vai percorrer todo o Estado em busca de novos apoios e novas alianças. Disse que vai pregar a necessidade de mudanças estrutura. Abordou a questão financeira do Estado que, segundo ele, “está quebrado. A Celg está quebrada, a Saneago vai muito mal, o Governo parou de investir em setores vitais. É isso que eu quero mostrar ao povo”, concluiu.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...