(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

IPTU: Prazo para pagamento com desconto não será prorrogado

Cidade Comentários 10 de abril de 2015

População reclama do tempo curto para pagar, com desconto de 15%, o imposto à vista. Contribuintes, também, se queixam de aumento do valor, em comparação com o ano de 2014 e do pouco retorno em saúde, educação e outros benefícios para a população. Cidadão relata que “paga muito e recebe pouco”


A Prefeitura de Anápolis manteve o prazo do dia 10 de abril para o pagamento, à vista e com desconto de 15%, do Imposto Predial e Territorial Urbano. Esta data, também, foi definida para a quitação, sem juros, da primeira parcela do IPTU, que pode ser dividido em, até, oito vezes. O contribuinte que optar pelo parcelamento não recebe desconto. E, teve gente que reclamou do prazo curto para pagar, do valor de IPTU alto em, ainda, da falta de retorno deste tributo em benefícios para a população, como melhoria na saúde, na educação e na segurança.
Francisco Carlos da Silva foi ao Rápido da Avenida Minas Gerais requerer o boleto do IPTU de dois lotes e um imóvel edificado que possui na Cidade. Ele não pretende obter os 15% de desconto para o pagamento à vista, pois optou pelo parcelamento. Questionado sobre as vantagens de se pagar em dia o IPTU, ele declara: “Eu acho um imposto muito injusto, porque não vem em retorno, para o benefício da população. E, acho ruim acumular tudo, da população inteira, em um dia só. As lotéricas - há uma semana estão cheias. Eu acho que não é prioridade não (pagar em dia). O pessoal é porque fica com medo”, arrematou.
Francisco acredita que o prazo deveria ser estendido. “Se amanhã (sexta-feira, 10 de abril) não der para pagar, eu acho que eles devem prorrogar. Ou, então (o cidadão deve), pagar em outra data. Se tiver muita gente, eu não vou ficar na fila”, avisa, citando que “os juros, também, não são tanta coisa” e, por isso, poderia quitar os boletos de IPTU em outra data. “Acho que, se eles usarem o bom senso, devem prorrogar, pois não tem lógica a população inteira pagar em um dia só”, continua.
Sobre o Imposto Predial e Territorial Urbano, o contribuinte afirma que “está caro e aumenta a cada ano”. Em 2014, ele pagou, somente por um dos imóveis, R$ 100,00 de Imposto, cujo valor subiu para R$ 129,00 neste ano. O serviço do Rápido, conforme pontuou está melhor. Entretanto, “o serviço, em benefício de saúde, isso aí, nem municipal, nem estadual têm retorno”. Para ele, “a população paga muito e recebe pouco”.
“Boa pergunta”
Carlos Bento da Silva, 55, é operador de máquinas. Ele está pagando o valor integral do IPTU de sua residência. “Na verdade, (estou) aproveitando também o desconto. De todo jeito, vai vencer e a gente tem que pagar mesmo”, declara. O operador observa que o valor de seu imposto veio “muito alto. Absurdo, aumentou muito”. No ano passado, pagou R$ 204,00, valor que aumentou para R$ 510,00 em 2015.
“Esta é a época do ano em que está todo mundo apertado. Tem vencimento de IPTU; às vezes tem carro com IPVA para pagar, escola e material escolar. Então, é tudo de uma vez. O prazo foi muito curto. Deveria ser um prazo melhor, facilitar para as pessoas”, reclama sobre o tempo que a população teve para quitar o imposto urbano. Benefícios para a população? “Não vejo, não. Inclusive, a menina (da Prefeitura) que me atendeu falou que aqui já está incluso taxa de lixo. Lá na porta da minha casa, lixo eu tenho que tirar e jogar na caçamba, porque o caminhão de lixo não passa na hora certa, ou nos dias certos também”, reclama.
Para ele, os recursos obtidos com o IPTU deveriam ser mais bem investidos em diversas áreas, como a iluminação pública. Questionado se sabe para onde estão indo os recursos que deveriam ser utilizados para a melhoria dos serviços à população, Carlos Bento, rindo, responde: “Boa pergunta”.
Rápido
As unidades do Rápido da Vila Jaiara, do Anashopping e do Jundiaí têm que se adaptar nesta época do ano para receberem a demanda de pessoas que precisam obter o boleto de IPTU. Também, é grande a procura por parte de idosos com mais de 60 anos e deficientes que requerem, por direito, a isenção do imposto. Wendell Nascimento de Carvalho é supervisor do período vespertino na unidade Jundiaí, na Avenida Minas Gerais. Ele informa que, nesta época do ano, é grande o número de pessoas que precisam imprimir boletos de 2015 ou que não foram pagos em anos anteriores.
“A nossa equipe está com um número maior de pessoas da Secretaria da Fazenda. Eles estão mobilizados em atender (à população)”, destaca. E, informou que o Rápido está disponibilizando mais pessoas para atender à população. O número de contribuintes atendidos, somente em questões relacionadas ao IPTU, aumenta em “mais de cem por cento”, conforme o supervisor Wendell. “Geralmente as pessoas deixam para vir no último dia. A demanda de gente aumenta”, explicita.
No dia 02 de abril, quinta-feira passada, foram atendidas 175 pessoas só no Rápido do Jundiaí. Uma semana depois, em 09 de abril, um dia antes do prazo final para o desconto, o número chegou a 701 cidadãos. O servidor acrescenta que todas as demandas relacionadas ao IPTU estão sendo cumpridas. E citou investimentos em informática, treinamentos, e outras melhorias para melhor atender à comunidade.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis gerou 139 novos empregos formais em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo, Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, a...

Anápolis mantém redução alta em casos de dengue

18/08/2017

A dengue tem dado uma trégua em Anápolis, desde o começo do ano. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secreta...

Desvio de rede de esgoto interdita trecho da Avenida Brasil

18/08/2017

O diretor geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte, Carlos Cezar Toledo, comentou, em sua rede social, sobre as...

Gerados 139 novos empregos em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, al...