(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Investigado falso funcionário da Polícia Federal

Geral Comentários 15 de outubro de 2010

Segundo está sendo apurado, o investigado abriu uma “filial” próxima ao prédio da PF no município e cobrava dos incautos por serviços de emissão ou renovação de passaportes


O Ministério Público Federal em Goiás, pela Procuradoria da República em Anápolis, instaurou inquérito civil público para investigar irregularidades cometidas por Paulo Roberto Ferreira.
O investigado pintou um imóvel contíguo à Delegacia da Polícia Federal em Anápolis com as mesmas cores e características do prédio oficial, dando a entender que se trata de dependência da Polícia Federal. Para lá são levadas pessoas abordadas nas proximidades, interessadas na emissão ou renovação de passaportes ou certidões negativas. Paulo Roberto Ferreira afirma às vitimas que os procedimentos iniciais são de sua responsabilidade. Tal conduta tem causado prejuízos a terceiros, haja vista a cobrança de R$30 a R$120 reais por serviços que são prestados gratuitamente na Delegacia, além de causar danos à imagem da Polícia Federal.
Paulo Roberto utilizou-se reiteradas vezes de indevido e ilícito procedimento, a fim de obter vantagem econômica, iludindo inúmeros cidadãos a respeito dos serviços que presta, por meio de ardil que denotam a falsa idéia de que as pessoas estavam sendo atendidas pela Polícia Federal, quando na verdade ele estava se passando por funcionário público e obtendo vantagem indevida, explica o procurador Rafael Paula Parreira Costa, que preside o inquérito civil.
Salienta o procurador que as providências cabíveis no âmbito criminal já foram tomadas, estando pendentes apenas medidas relacionadas à tutela coletiva.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...