(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Intervenções urbanas geram reclamações da população

Cidade Comentários 13 de maio de 2015

Os problemas vão desde obras que atrapalham o trânsito, até intervenções feitas sem avisar aos órgãos competentes da administração pública


O jornalista Vander Lúcio Barbosa publicou em sua página pessoal no facebook (https://www.facebook.com/vanderlucio.barbosa.1), no dia 5 de maio, flagrantes sobre intervenções feitas na área urbana do Município por empresas privadas e públicas. “Blindada, revestida de qual habilitação, autoridade, a SANEAGO ou empresas por ela contratadas, interditam o trânsito em Anápolis, mesmo realizando obras ou reparos de interesse coletivo? Que conhecimento de trânsito, de engenharia de tráfego e seus impactos, os servidores ou empregados dessas empresas, por mais boa vontade que tenham, têm desse assunto?”, questiona.


Vander Lúcio Barbosa aborda os transtornos causados por estas ações urbanas. Muitas, conforme indica, são feitas com a interdição do trânsito em ruas importantes, sem que os órgãos competentes, como o CMTT, sejam avisados, para que haja um planejamento do tráfego de veículos. “O controle, os cuidados sobre segurança, suas regulamentações, não deveriam estar a cargo de órgãos competentes para tal, como a CMTT, por exemplo?”, continua o questionamento.


Junto com sua reclamação, uma imagem fotográfica feita pelo jornalista no mesmo dia, às 13h45, mostravam serviços que estavam sendo feitos em uma rotatória localizada entre os bairros Anápolis City e o Jardim Europa, nas proximidades do Supermercado Bretas. Estes trabalhos, conforme pontuou, “foram iniciados antes do meio dia, sem qualquer sinalização. Por todo esse tempo aconteceram várias situações de riscos de acidentes: carros, motocicletas e outros veículos transitando pela contramão, por sobre canteiros e calçadas”.


A informação repassada pelo jornalista Vander Lúcio Barbosa foi o início de uma série de reclamações, escritas em seu perfil do facebook por leitores do Jornal Contexto. Maria Cantarelli se queixa de intervenções feitas sem o respeito à coletividade: “Passei em uma rua lá no centro, hoje, em que um senhor, simplesmente, colocou um cavalete fechando a rua. Fiquei sem entender aquilo. Fiquei pensando: agora, é só fechar a rua e pronto? Parece que lá na frente tinha um caminhão manobrando. Pensei: será uma mudança, será o que? Pode qualquer pessoa fechar uma rua. Dá-nos a impressão de que Anápolis está às moscas. Triste”.


A leitora Keliany Teles, também, está na bronca. “E a lama que deixam nas ruas? Aqui na Avenida Brasil Sul fizeram uma escavação e deixaram só a lama na pista da caminhada”. Anne Leyser continuou a série de queixas. “Onde estão os nossos representantes eleitos e os empossados nos mais diversos cargos de responsabilidade? Será que são cegos, acomodados ou o que? Já fui avisar no CMTT uma situação extremamente perigosa e não aconteceu nada. E o perigo continua”, exclama.


Trânsito


O diretor da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT), Alex de Araújo Martins, confirmou que o órgão não tem recebido informações de empresas e entidades públicas e privadas sobre obras de intervenção urbana na cidade. “Esta é a dificuldade”, detalha. Ele informa que, quando “precisam fazer reparos e manutenções” na área urbana, mudanças precisam ser adotadas no trânsito, com sinalizações e modificações no tráfego dos veículos.


Todas as vezes em que há obras que interfiram no tráfego, a CMTT solicita que um requerimento seja feito na Prefeitura, para evitar a surpresa dos motoristas ao passarem por ruas bloqueadas e evitarem transtornos maiores, como acidentes. Com as informações sobre o tipo de obra que será feita na pista, a Companhia terá a noção se é preciso um bloqueio parcial ou total da via. Ele menciona que, no geral, empresas e órgãos públicos que realizam obras nas ruas de Anápolis não informam sobre as intervenções ao CMTT.


O Diretor informa ainda que um protocolo deve ser aberto nas unidades do Rápido para as intervenções. O objetivo é que a Companhia Municipal de Trânsito e Transportes tenham tempo de planejar as ações a serem feitas. “Qualquer intervenção que crie um bloqueio no sistema viário, precisa da autorização”, atesta. E pontua que o processo para que seja autorizada a intervenção “é muito rápido”.


Empresas


Informações de empresas públicas, como a SANEAGO, e privadas que fazem intervenções públicas indicam que a CMTT e demais órgãos públicos são avisados das intervenções em vias urbanas. Obras de manutenção de esgotos, serviços em postes de energia elétrica, e demais trabalhos, pelo que indicam as companhias, estão de acordo com o que determina a legislação.

Autor(a): Felipe Homsi

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis gerou 139 novos empregos formais em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo, Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, a...

Anápolis mantém redução alta em casos de dengue

18/08/2017

A dengue tem dado uma trégua em Anápolis, desde o começo do ano. No último boletim epidemiológico divulgado pela Secreta...

Desvio de rede de esgoto interdita trecho da Avenida Brasil

18/08/2017

O diretor geral da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte, Carlos Cezar Toledo, comentou, em sua rede social, sobre as...

Gerados 139 novos empregos em julho

18/08/2017

Pelo sétimo mês consecutivo Anápolis manteve em julho um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada, al...