(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Integrante da Operação Lava Jato fala sobre corrupção em Anápolis

Geral Comentários 13 de novembro de 2015

Deltan Dallagnol falou sobre os números da corrupção e o que se pode fazer para mudar essa realidade


Um dos maiores nomes da Operação Lava Jato, o Procurador da República Deltan Dallagnol, esteve no último dia 11 em Anápolis para falar sobre corrupção. A palestra, promovida pelo curso de direito da UniEVANGÉLICA, aconteceu no Centro Universitário e contou com a presença de diversas autoridades e representantes do Ministério Público local. Também, participaram professores e estudantes da instituição.


Durante a palestra: “10 Medidas Contra a Corrupção”’, o Procurador apresentou dados alarmantes sobre a corrupção no Brasil. “A corrupção sangra o nosso País. Ela rouba o remédio, a comida, o estudo do brasileiro”, disse Deltan Dallagnol.


Segundo ele, 10 por cento de tudo o que é arrecadado no Brasil são desviados pela corrupção. Só no caso da Petrobras, foram R$ 6,2 bilhões em propina. R$ 1,7 bilhão retornou aos cofres públicos. A ONU divulgou uma pesquisa que comprova que, por ano, o povo brasileiro perde para a corrupção cerca de R$ 200 bilhões. “Dinheiro que daria para construir 10 escolas por ano em cada município brasileiro ou poderíamos ter uma sociedade cinco vezes mais segura, se investíssemos em segurança”, explicou Deltan Dallagnol.


No ranking que mede a honestidade por país, o Brasil está em 69º lugar. “Cerca de 10 milhões de brasileiros não têm dinheiro para comprar comida. Hoje, o nosso maior inimigo é a corrupção”, diz o Procurador da República.


Lava Jato


Depois de apresentar os dados da corrupção, Deltan Dallagnol fez um questionamento aos presentes. “Vocês acham que as coisas vão mudar depois da Operação Lava Jato?”. A maioria respondeu que sim. Mas, o Procurador da República discorda, alegando que o sistema propicia a impunidade.


“A corrupção e a impunidade estão intimamente vinculadas. O corrupto pesa os prós e os contras antes de desviar dinheiro. E, no Brasil, a balança da punição está praticamente vazia”, explicou.


“Para combater a corrupção é preciso, primeiro descobrir, depois provar, lutar contra a demora para que o crime não prescreva e, depois, se chegar a ser executada a sentença, a pena é quase uma piada”, diz.


A esperança, segundo ele, está na união da sociedade. Por isso, a palestra fala sobre as 10 medidas que podem combater a corrupção. A primeira coisa é a prevenção: investir em campanhas e marketing contra a corrupção. Entre as medidas contra a corrupção estão: criminalizar o enriquecimento ilícito e transformar a corrupção em crime hediondo; tentar agilizar os processos e ter meios que favoreçam a recuperação do dinheiro desviado. 


Para encerrar, Dr. Deltan Dallagnol afirmou que “existem causas pelas quais vale a pena lutar, independentemente do resultado”. Para isso, ele lançou um desafio: conseguir assinaturas para tentar mudar a realidade do País, no que se refere à corrupção através de emenda popular. Hoje, já são 600 mil assinaturas, mas é preciso um total de 1,5 milhão para que o abaixo assinado chegue ao Congresso. “Vamos fazer cada um a sua parte, e não vamos desistir”, finalizou.

Autor(a): Ana Cláudia Oliveira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Energia fotovoltaica cresce em Goiás. Anápolis tem boa projeção

17/01/2019

Muita gente ainda vai ouvir falar sobre Geração Distribuída. Esta nova modalidade inserida na matriz energética brasileir...

Secretaria de Defesa do Consumidor anuncia a adoção de projetos inovadores

17/01/2019

De retorno ao cargo, depois de ocupá-lo por mais de oito anos e meio e se afastar para ser candidato nas eleições do ano p...

Secretaria de Cultura tem inscrição para ciclo de oficinas

10/01/2019

O aperfeiçoamento técnico e artístico na sétima arte é um dos focos do Anápolis Festival de Cinema (AFC). As inscriçõ...

Havan registra R$ 7 bilhões de faturamento em 2018

10/01/2019

O grupo Havan comemora os excelentes resultados obtidos em 2018. As 120 lojas (uma delas em Anápolis), juntas, somaram um fa...