(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Inscrições abertas para oficinas e workshops

Cultura Comentários 08 de maio de 2014

Filha e neta do ator Paulo Goulart, que faleceu recentemente, vão participar de atividades


Uma das preocupações dos organizadores do Anápolis Festival de Cinema, que nesse ano acontece de 18 a 25 de maio, é a realização de atividades de formação e capacitação. E, com essa finalidade, são oferecidas oficinas e workshops gratuitos. Para essa edição, foram preparadas as oficinas de Roteiro e direção cinematográfica, com Ricardo Pinto e Silva; Interpretação para Cinema, com Karina Barum;e os workshops A carreira do ator e suas ramificações, minsitrado pela atriz Vanessa Goulart, e Teatro para Todos, preparado pel atriz Bárbara Bruno. Essas ações são destinadas a um público abrangente, não só a iniciados e aficionados da arte cinematográfica. Clique aqui para informações sobre datas, horários e locais das aulas, e para inscrições.
A oficina de Roteiro e direção cinematográfica engloba temas específicos que descrevem a elaboração de um roteiro cinematográfico. Produtor cultura e cineasta há 30 anos, Ricardo Pinto e Silva, vai apresentar, também, aos participantes as funções técnicas (roteiro, produção, pesquisa, câmera e fotografia, som e finalização) e artísticas (direção, direção de arte, direção musical e edição) na realização de um trabalho audiovisual.
Ricardo é um profissional de vasta experiência, com participação em longas-metragens como diretor, roteirista, produtor, produtor executivo,diretor de produção, diretor assistente e assistente de direção. Em 1990, estreou como cineasta com a comédia “Sua Excelência, o Candidato”.
Desde então já participou de 23 longas-metragens, dezenas de curtas e filmes publicitários, tendo trabalhado com Guilherme de Almeida Prado, Bruno Barreto, João Batista de Andrade, Renato Aragão, Sérgio Rezende, Aníbal Massaini, Flávio Migliaccio, Walter Lima Jr e Gustavo Lipztein.
A outra oficina oferecida durante o Anápolis Festival de Cinema é direcionada a atores profissionais e iniciantes em busca de aprimoramento, afirma a atriz Karina Barum, que hoje se dedica a dar aulas de interpretação. Afastada da TV há alguns anos, Karina é lembrada pelo público por sua atuação como Shirley, na novela Torre de Babel, exibida na Rede Globo, em 1998. Ela destaca que o objetivo do curso é contribuir para a formação de atores, oferecendo-lhes elementos técnicos para “uma interpretação mais sutil, verdadeira e autêntica”, com foco na profissionalização.

Workshops
As atrizes Bárbara Bruno e Vanessa Goulart – filha e neta do ator Paulo Goulart, que faleceu recentemente – vão ministrar os workshops Teatro para todos, no dia 21 de maio, e A carreira do ator e suas ramificações. No primeiro, ministrado por Bárbara, o participante vai aprender como utilizar técnicas teatrais como instrumento de comunicação e interação nas suas relações cotidianas.
Recentemente Bárbara Bruno deixou um pouco de lado os trabalhos na televisão para se dedicar ao teatro, mais precisamente à Companhia de Teatro Paiol, na qual assume os papéis de diretora e produtora. Nos anos de 2008 e 2009 ela participou de várias peças, como Motel Paradiso, como atriz, e em O Santo Parto e A Aurora da Minha Vida como diretora.
Ela se diz fascinada pelo teatro, mas não tem uma preferência quanto a atuar e dirigir. As duas atividades lhe dão prazer, e para ela o importante é fazer arte. Mas afirma que a Bárbara atriz é diferente da Bárbara diretora, mas que o trabalho como diretora a fez crescer muito mais como atriz. “Um trabalho completa o outro”, avalia.
Vanessa, filha de Bárbara, começou a carreira aos nove anos, no espetáculo “A Cegonha Boa de Bico”, de Marilu Alvarez, e de lá para cá atuou em inúmeras peças e também no cinema. Ela fez sua primeira aparição nas telinhas em 2006, na minissérie Cidadão Brasileiro. Sua última participação foi em Dercy de verdade, da Globo, na qual viveu sua bisavó, a atriz Bárbara Bruno. Em seu workshop, no dia 20 de maio, Vanessa vai apresentar sua experiência para mostrar que além de atuar, o ator tem a necessidade de produzir, dirigir, criar e, esse fazer múltiplo, é fundamental também para aprimorar sue exercício profissional nos palcos e à frente das câmaras.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cultura

Escola de Teatro abre vagas para interessados em cursos

20/07/2017

Um curso de teatro é essencial para quem está interessado em investir na carreira da arte dramática, mas pode ser muito ú...

Grupo anapolino é destaque em circuito paulista de dança

13/07/2017

O Grupo Jovem da Escola de Dança de Anápolis fez bonito no X Circuito Brasileiro de Dança, realizado entre os dias 06 a 09...

Abertas as inscrições para o curso de dança contemporânea

06/07/2017

Se você é bailarino e gosta de dança contemporânea vai se interessar em saber que, em julho, entre os dias 11 e 15, vai a...

Profissionais farão o registro de quilombolas em Cavalcante

29/06/2017

Após ministrarem palestra para os inscritos na Maratona Fotográfica “Retratando a Cidade de Anápolis”, programada para...