(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Industrialização de Anápolis deve muito ao Produzir

Economia Comentários 19 de outubro de 2012

O programa de incentivos fiscais tem sido uma ferramenta importante para atrair investimentos e gerar empregos


O CONTEXTO teve acesso a um estudo realizado pelo Instituo Mauro Borges (IMB), ligado à Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão, que trata, somente, da concessão de incentivos fiscais por meio do Programa Produzir, implantado em Goiás a partir de 2001 com o objetivo de dar nova dinâmica à política de incentivos fiscais, até então sustentada através do Fomentar, que foi criado em meados da década de 80.
De acordo com o estudo, de 2001 a maio de 2012, foram aprovados 1.399 projetos, sendo que 650 destes foram contratados, contemplando 81 municípios de 17 Microrregiões de Goiás. As microrregiões do Sudoeste Goiano; Quirinópolis, Anápolis e Goiânia absorveram 60,83% de todo o investimento previsto para o Estado.
Os dados do IMB revelam que dos 650 projetos contratados do Produzir, no período de 2001 a maio de 2012, a microrregião do Sudoeste de Goiás, com 46 projetos aprovados, recebeu o maior volume de investimentos: R$ 2,728 bilhões, correspondendo a 23,3% do total, com um total de benefícios concedidos na ordem de R$ 11,896 bilhões. A microrregião de Quirinópolis teve 09 projetos e recebeu investimentos de aproximadamente R$ 1,837 bilhão (15,7% do total), com benefícios concedidos de R$ 6,303 bilhões. Já a microrregião de Anápolis teve o segundo maior quantitativo de projetos aprovados (132) e recebeu, no período, um volume de investimentos de cerca de R$ 1,504 bilhão (12,8%) e o valor dos benefícios concedidos foi o maior: R$ 12,591 bilhões, inclusive, que o da Microrregião de Goiânia, que teve 275 projetos com investimentos de aproximadamente R$ 1,002 bilhão (8,6%) e benefícios concedidos de R$ 9,986 bilhões. O total dos investimentos nas 17 microrregiões, segundo o IMB é de R$ 11,714 bilhões e os benefícios, somados: R$ 72,458 bilhões.
Em relação à geração de empregos, a Microrregião de Goiânia lidera a lista com a estimativa de 35.454 (20,1% do total) postos de trabalho diretos criados a partir dos projetos contratados pelo Produzir. Anápolis vem em segundo lugar com 31.830 empregos (18%), seguido pela região do Sudoeste de Goiás com 27.220 empregos (15,4%). No total, estima-se em Goiás a criação de 176.622 empregos gerados com o Produzir.
Atualmente, conforme os dados apresentados, 289 empresas estão utilizando o programa Produzir, sendo que 126 empresas estão localizadas em Goiânia; 57 em Anápolis; 24 no Sudoeste de Goiás; 16 na microrregião do Meia Ponte, 13 no Entorno do Distrito Federal e o restante nas demais microrregiões. Goiânia tem o maior percentual de ICMS arrecadado dos projetos em fruição no produzir: 25,4% (cerca de R$ 265,4 milhões) e em seguida vem Anápolis: 15,1% (R$ 157,3 milhões) e a região do Entorno do DF, 14,2% (R$ 148,3 milhões).

Números do Produzir (2001-2012)
1.399 projetos aprovados
650 projetos contratados
81 municípios contemplados
R$ 11,714 bilhões de investimentos
R$ 72,458 bilhões de benefícios
176.622 empregos gerados
132 Projetos de Anápolis
R$ 1,504 bilhão de investimentos em Anápolis
R$ 12,591 bilhões de benefícios concedidos em Anápolis

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...