(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Indústria retoma investimentos em Anápolis

Economia Comentários 06 de setembro de 2013

Com a reabertura da fábrica, serão abertas vagas na empresa com salário médio de R$ 1,9 mil


A reabertura da Inacel, unidade fabril em Anápolis (GO) da IPCE, uma das maiores produtoras nacionais de fios e cabos elétricos, está com processo seletivo aberto: são inicialmente 50 vagas abertas para candidatos com ensino fundamental até o superior.
As vagas são para atuar tanto na fábrica quanto na área administrativa e comercial. Os salários serão informados durante o processo seletivo. Os interessados devem encaminhar seu curriculum por email para inacel@terra.com.br.
“Estamos enviando instrutores de nossa fábrica de São Paulo para treinar a mão de obra local e também vamos trazer alguns novos funcionários para um aprendizado em nossa matriz em São Paulo”, afirma Adhemar Camardella, presidente da empresa.
A Inacel vai contar ainda com um centro de treinamento dentro da fábrica para a reciclagem constante de seus funcionários e para atender os requisitos da ISO 9001/2008.
A reabertura da Inacel conta com um investimento de R$ 5 milhões e deve produzir cabos para o segmento de construção civil e distribuição de energia elétrica. Ela será a segunda unidade da companhia, que atualmente tem sua matriz localizada no bairro do Ipiranga, São Paulo. “Vamos atender também uma parte da Região Nordeste, o Triângulo Mineiro e todo o Norte de Minas Gerais a partir de nossa produção em Anápolis”, revela Camardella.
Inicialmente deverão ser processadas 2 mil toneladas de cobre e alumínio anualmente para a produção de fios e cabos elétricos. O número de empregados deve crescer progressivamente conforme a fábrica for conquistando novos mercados e aumentar sua produção. A empresa prevê, ainda, a construção de uma nova unidade na Bahia no decorrer deste ano, que deve atender as vendas de uma parte da Região Nordeste.
Com os investimentos realizados na abertura de duas novas unidades, a empresa deve apresentar um grande crescimento em 2013 e seu faturamento deve alcançar os R$ 220 milhões.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...