(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Indústria goiana se destaca nacionalmente

Economia Comentários 16 de novembro de 2013

Com a produção em alta nas indústrias, cresce também a geração de emprego e renda e o Produto Interno Bruto. Goiás hoje é a nona economia brasileira


Goiás foi o grande destaque da produção industrial nacional segundo pesquisa realizada e divulgada pelo IBGE. Na passagem de agosto para setembro, o Estado assinalou o quinto mês seguido de crescimento industrial, acumulando 7,3% de expansão no período. Bahia (6,8%) e Rio de Janeiro (4,4%), que também se destacaram, apenas recuperaram as perdas do mês anterior.
No fechamento do terceiro trimestre ante o nível do mês anterior, julho (-0,8%) e agosto (-0,1%), oito dos 14 locais pesquisados registraram taxas negativas. Goiás (1,8%), Paraná (0,9%), Minas Gerais (0,6%) e Pará (0,4%) foram as únicas regiões que apresentaram expansões no período. Na comparação do trimestre contra o trimestre anterior, Goiás voltou a se destacar apresentando um dos maiores ganhos entre os dois períodos ao subir de -0,8% para 3,2%.
Na comparação com igual mês do ano anterior, sete regiões avançaram acima da média nacional (2,0%): Goiás liderou com 12,8%, seguido do Paraná, 11,3%, Rio Grande do Sul, 8,8%, Santa Catarina, 5,8%, Ceará, 4,5%, Bahia, 4,3% e Rio de Janeiro, 3,5%.
Em bases trimestrais, ao avançar 0,8% no terceiro trimestre, o setor industrial brasileiro sustenta resultado positivo pelo segundo trimestre consecutivo, mas com redução na intensidade de crescimento, uma vez que no período abril-junho de 2013 houve expansão de 4,4% (com base em iguais períodos do ano anterior). Entre os dois períodos, Goiás obteve também o maior ganho de ritmo saltando de 4,1% para 9,0%. Pará (de -14,3% para -1,6%) e Paraná (6,4% a 10,9%) foram os outros destaques neste quesito.
No acumulado dos últimos doze meses, nove dos 14 locais pesquisados apontaram taxas positivas em setembro desse ano, mas dez assinalaram maior dinamismo frente ao índice de agosto último, com destaque para Goiás, que passou de 2,7% para 4,6%, Paraná (de -2,8% para -1,2%), Rio Grande do Sul (de 0,8% para 2,0%), Santa Catarina (de 0,1% para 1,2%), Espírito Santo (de -7,7% para -6,6%) e Rio de Janeiro (de -0,2% para 0,7%).
Para o período de janeiro-setembro de 2013, o setor industrial nacional mostrou expansão de 1,6%. Com avanços acima da média nacional figuraram Bahia (5,8%), Rio Grande do Sul (5,6%), Goiás (4,6%), Paraná (4,0%), Ceará (2,8%) e São Paulo (2,0%).
O secretário de Indústria e Comércio de Goiás, Alexandre Baldy, enfatiza que Goiás vem se destacando na produção industrial, em 2013, sendo o único Estado com crescimento constante nos últimos cinco meses. “Isso é fruto do trabalho integrado entre o Governo do Estado e o setor produtivo goiano, onde podemos destacar nossos incentivos fiscais e os pesados investimentos em infraestrutura. O setor privado, confiante nesse trabalho, investe e produz cada vez mais, fazendo com que nossa indústria se desponte no cenário nacional, conforme comprovam as estatísticas do IBGE”, conclui.

PIB
Goiás é a nona economia brasileira com um PIB de R$ 97,6 bilhões (2010), que representa 2,6% do PIB nacional. Sua renda per capita resultou em R$ 16.251,70. Nos últimos 10 anos a economia goiana deu um salto de 59,1%, percentual superior à média brasileira, que foi de 43% no período. O expressivo resultado se deve à evolução do agronegócio goiano, do comércio e também ao crescimento e diversificação do setor industrial. “O resultado da nossa industrialização, com certeza, é sentido em todos os setores econômicos”, pontua o secretário Alexandre Baldy.

Indústria
Segundo levantamento feito pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), Goiás está na vanguarda da indústria nacional de alimentos, mineração, fármacos, fabricação de automóveis e álcool. É um dos estados líderes no ranking nacional da produção de commodities minerais e agrícolas e de medicamentos genéricos. Está também inserido na geografia da indústria automotiva mundial, com duas montadoras de veículos e uma de máquinas agrícolas. “O resultado da nossa industrialização, com certeza, é sentido em todos os setores econômicos. A indústria colabora com níveis salariais melhores e com a geração de empregos de melhor qualidade. O setor primário, produtor rural, seja na agricultura ou na pecuária, é muito beneficiado porque aqui nós agregamos valor aos nossos produtos primários”, ressalta Alexandre Baldy. A indústria automotiva goiana já participa com 5,5% na indústria automotiva brasileira.

Missões internacionais
As missões internacionais também alavancaram a economia goiana. Elas atraem visibilidade e reconhecimento pelo potencial que Goiás demonstra aos clientes dos países visitados. “Essas missões continuarão ao longo dos próximos anos porque elas colocam Goiás com uma diretriz mais forte para a atração de investimentos. Já recebemos mais de R$ 30 bilhões em investimentos privados entre 2011 e 2013. Somos hoje o primeiro estado no Brasil em geração de empregos com saldo positivo de criação de 88 mil novos postos de trabalho. E também estamos liderando, no mês de setembro, a produção industrial, comparando com setembro de 2012”, frisa Baldy.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

CDL diz que vendas tendem a reagir

14/09/2017

Com um índice inferior ao registrado no conjunto dos municípios goianos, as vendas no comércio varejista de Anápolis caí...

Corrente de comércio supera US$ 1,2 bi

08/09/2017

Dados divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior apontam que o volume de importações e...

Produção de 2017 daria para alimentar goianos por 13 anos

08/09/2017

Em 2017, a produção agrícola de Goiás alcançou 22 milhões de toneladas. Esta produção seria suficiente para alimentar...

Casa do ex-prefeito Anapolino de Faria está sendo restaurada

18/08/2017

Projetada por um dos mais importantes e conhecidos arquitetos do Brasil, Oscar Niemeyer, a casa do ex-prefeito Anapolino de F...