(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Indústria de painéis solares em Anápolis

Economia Comentários 22 de agosto de 2014

Empresa vai investir R$ 30 milhões com perspectiva de gerar 120 empregos diretos


A empresa S4 Solar oficializou nesta quinta-feira,21, o investimento de R$ 30 milhões com a construção de uma indústria de placas solares (dispositivos usados para transformar energia solar em elétrica) em Anápolis. Representantes do grupo assinaram um protocolo de intenções na Secretaria de Estado de Indústria e Comércio (SIC), que prevê a entrada em operação a partir de janeiro de 2015 e geração de, pelo menos, 120 empregos diretos e indiretos.
O presidente da empresa, João Eugênio Jr, afirma que a indústria começa a receber equipamentos e máquinas para operação de sua linha de produção dentro de três meses. A S4 Solar, que vai operar em uma área no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), terá capacidade de montar 400 mil painéis de 250 watts ao ano. “O foco será justamente a venda para grandes consumidores de energia”, disse.
A empresa planeja exportar estes módulos solares produzidos em Anápolis a médio prazo. João Eugênio destaca que, a partir de 2017, a S4 Solar também estuda produzir as células solares em Goiás (dispositivos usados para formar as placas). Para atingir o objetivo, a parceira chinesa Linuo vai fornecer os wafers (itens responsáveis pela absorção a luz solar e permite a liberação de energia), que serão tratados e convertidos em células solares na planta em Anápolis.
O secretário de Indústria e Comércio, William O’Dwyer, destacou que a implantação de novos empreendimentos de cunho sustentável é um dos eixos de desenvolvimento econômico e social do Estado. “Estamos induzindo o fomento de um setor que se mostra como tendência para a economia mundial. Essa é uma parceria estratégica. O governo de Goiás apoia empresas que promovam a sustentabilidade”, destacou o secretário, logo após a assinatura do protocolo de intenções.
A S4 discute junto ao governo sua implantação em Goiás desde fevereiro deste ano. Duas reuniões foram realizadas na Secretaria de Indústria e Comércio (SIC) neste período, onde foram apresentadas as competitividades do Estado. A captação do investimento foi uma ação da PromoGoiás – braço da SIC responsável pela atração de novas empresas. Os empresários foram recebidos ainda por representantes da Sefaz, Sectec, Semarh e Goiás Industrial.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...