(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Indecisão de Íris confunde o PMDB

Contexto Político Comentários 12 de maro de 2010

“É muito mais fácil reconhecer o erro do que encontrar a verdade. O erro está na superfície e, por isso, é fácil erradicá-lo. A verdade repousa no fundo e não é qualquer um que consegue chegar até ela”. (Goethe)


Indecisão de Íris confunde o PMDB
Primeiro foi Henrique Meirelles. Agora é Íris Rezende Machado. Os dois “homens fortes” do PMDB de Goiás, que, durante vários meses ocuparam as manchetes de jornais, rádios e TV’s como os que mais aglutinariam para a disputa ao Governo de Goiás, têm deixado os correligionários “de orelha em pé”. Meirelles enrolou até quando conseguiu para revelar se seria, ou não candidato. Acabou por desistir. E, quando todo mundo pensava que a coisa encaminharia, naturalmente, para o nome de Íris, eis que o Prefeito de Goiânia surpreendeu a todos no começo desta semana, ao declarar que ainda não tem certeza de que será candidato.
Assim sendo, o PMDB, outrora a maior força política de Goiás, vive um drama. Apostou tudo em Íris e Meirelles e, agora, corre o risco de ficar sem nenhum. Há quem diga, entretanto, que Íris estaria ganhando tempo para projetar melhor sua candidatura. Mas há dos que dizem, também, que ele relutaria em entregar a Prefeitura de Goiânia para seu vice, Paulo Garcia, que é do PT. Pelo sim, pelo não, este assunto ainda vai dar muito o que falar.
E, caso Íris desista, mesmo, o PMDB não tem outro nome. Nem teria tempo de arranjar um. De seus quadros, poucos seriam os que se aventurariam na disputa sabendo a quem irão enfrentar no dia três de outubro. Nunca os peemedebistas goianos torceram tanto por uma definição. E, caso a proposta naufrague, desmancha-se o compromisso e o PT não teria, segundo se informa, nenhum interesse em manter a parceria com o PMDB, preferindo lançar candidatura própria. Que tem até nome: Rubens Otoni.

Tapetada
Andam falando, com certa insistência, em Anápolis, que se tenciona tirar o PSDB local das mãos do empresário Ridoval Chiareloto. O que se pergunta, entretanto, é: já combinaram com o senador Marconi Perillo?

De novo?
Mais uma vez, um tesoureiro do PT está envolvido em denúncia de corrupção. Depois do goiano Delúbio Soares, que ficou nacionalmente famoso no episódio do Mensalão, agora é a vez de João Vaccari Neto, sobre quem repousa a denúncia de haver desviado R$ 100 milhões de uma cooperativa habitacional dos bancários em São Paulo. Se for verdade mesmo, a “maldição dos tesoureiros petistas” precisa ser exorcizada o mais breve possível.

Trabalhadora
Por falar em Ministra Dilma Rousseff, ela disse que pretende, mesmo, receber um salário (ou ajuda de custo) do Partido dos Trabalhadores, durante a campanha. Dilma alega que é pobre e que ao se afastar de suas atividades como servidora federal e de Ministra, vai ficar sem renda. Pelo menos, está sendo sincera. É preciso saber se os demais candidatos do PT, a governadores de estados, senadores, deputados federais e deputados estaduais, também, terão salários do Partido durante a campanha.

Missão China
O Governador Alcides Rodrigues vai chefiar nova missão internacional. Agora será para a China, a terceira vez que goianos vão ao mais populoso país do mundo. Dizem que, desta vez, ele levará pecuaristas, produtores rurais e similares, para entabularem negociações com os chineses. Se os goianos conseguirem vender um litro de leite e um quilo de carne para cada chinês, vão ficar milionários. A China tem um bilhão e trezentos milhões de habitantes. Censo de 2009.

Hora da verdade
A partir da próxima semana os anapolinos vão saber se, realmente, o IPTU de 2010 sofreu algum reajuste mais considerável. A Prefeitura garante que não. Os carnês para imóveis com edificação vão ser entregues de porta em porta. Os de terrenos vagos, devem ser buscados em uma das três unidades do Rápido. Quem preferir, pode imprimir o talão pela internet. A primeira parcela, para quem vai pagar à prestação, vence dia 25. A data vale, também, para o contribuinte que pretende pagar em parcela única aproveitando o desconto de dez por cento.

Mais baixas?
Circulam comentários de que além do médico Elias Hanna, outros auxiliares do Prefeito Antônio Gomide estariam pensando em pedir baixa da equipe. A alegação seria a mesma: cuidar de interesses particulares. Coisa que, por sinal, pouca gente acredita.

Não está
O vereador Assef Nabem (PMDB) disse que, ao contrário do que a ex-deputada Onaide Santillo falou a esta coluna, “nem tudo está bem entre o PMDB e o Prefeito Antônio Gomide”. Segundo o vereador, Gomide teria afirmado que não tem diálogo, por exemplo, com o ex-prefeito Adhemar Santillo.

Investigação
Muita gente anda querendo saber que fim levou a investigação sobre as mensagens via internet, ridicularizando e difamando pessoas ligadas à Câmara Municipal. Pelo menos dois e-mail’s foram distribuídos, deixando pessoas de bem em situação desconfortável.

Silêncio
Há um silêncio comprometedor a respeito da construção do mini-presídio de Anápolis, cujo terreno para a obra foi doado pela Prefeitura há vários meses. Enquanto isso, o Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” (Cadeia Pública) continua superlotado, sem as mínimas condições de ressocializar ninguém.

Muda geral
A partir da próxima semana o secretariado do Governador Alcides Rodrigues vai ter uma “cara nova”. Muitos auxiliares estão deixando os cargos para se dedicarem às candidaturas de deputado estadual e/ou deputado federal. Pode ser que surja, entre eles, um candidato a senador, ou alguns candidatos a suplente de senador. Dizem que Alcides vai optar pela indicação de técnicos, ao invés de políticos, para conduzir o governo até o final de seu mandato, em 31 de dezembro. Isto se ele, o próprio Alcides, também, não se desincompatibilizar para ser candidato a senador ou a deputado federal.

Eficiência
Gabriel Rabello, ex-vereador do PT, empresta sua colaboração, agora, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável. Ele cuida da recuperação das ruas danificadas. E, diga-se de passagem, com a habitual competência. É, indiscutivelmente, uma das boas aquisições do Prefeito Gomide.

Com lá
A imprensa de Goiânia abriu grande espaço esta semana para mostrar o descontentamento dos clientes com o atraso no atendimento nas agências bancárias. Se fosse só lá, dar-se-ia um jeito. Em Anápolis é praticamente, a mesma coisa. Se não for pior. E ninguém fala nada. Dizem que se o Banco Central quisesse resolver a questão, resolveria. Bastaria que estipulasse a quantidade de clientes pela estrutura da agência. Mas, cadê peito pra isso?

Taxativo
O vereador Mauro Severiano (PDT) disse que não aceita patrulhamento do seu voto, se referindo-se ao ofício dos promotores encaminhado ao prefeito Antônio Gomide com cópia aos edis. “Não tenho rabo preso com ninguém, não sou menino de recado do Ministério Público”, disparou.

CPI da Dívida
A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o endividamento do Estado de Goiás nos últimos 18 anos (de 15 de março de 1991 até 31 de dezembro de 2009), na Assembleia Legislativa, que convocar todos os secretários da Fazenda que ocuparam a pasta durante este período. A CPI terá como relator o deputado Honor Cruvinel (PSDB).

Projeto
A Câmara Municipal aprovou o projeto de autoria do vereador Pedro Mariano (PP), que proíbe a utilização de capacete em estabelecimentos comerciais, públicos ou abertos ao público. Só ficou uma dúvida essencial, como será a fiscalização para o cumprimento dessa lei? O vereador argumenta que essa fiscalização deve ser semelhante à da lei anti-fumo, com adesão da própria sociedade e dos comerciantes.

Vai, Iris!
Todo foco sobre a sucessão estadual está voltado para a decisão do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), que deve anunciar em breve se sairá ou não candidato ao Governo do Estado. Vontade não falta, mas a dúvida ainda é o aliado PT. Deixando a prefeitura para o vice, Paulo Garcia, o Partido dos Trabalhadores ocupa dois dos maiores colégios eleitorais goianos (Goiânia e Anápolis).

Meirelles acusado
O Presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles experimenta, esta semana, uma espécie de “inferno astral”. A imprensa nacional (e, parte da internacional) publicou notícia dando conta do pedido de abertura de processo contra ele (Meirelles) no Supremo Tribunal Federal. Meirelles disse que não tem nada a esconder e que já foi investigado muitas outras vezes. As acusações versam sobre seu patrimônio pessoal.
O caso está nas mãos do Ministro Joaquim Barbosa e deve ter desdobramentos nos próximos dias. A acusação é de suspeita de crime contra a Ordem Tributária. O processo corre em segredo de justiça, porque o Presidente do BC tem status de ministro. Pode não render nada judicialmente, mas, o estrago político já foi feito, pois Meirelles estaria pleiteando a Vice-Presidência, na chapa com o Ministra Dilma Rousseff.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Contexto Político

Político

28/09/2017

Prestação de contas O plenário da Câmara Municipal ficou pequeno para receber a equipe do Prefeito Roberto Naves e a p...

Clique na imagem para ver a coluna

18/08/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.634

10/08/2017

Contexto Político...

Clique na imagem para ver a coluna - Ed.633

03/08/2017

Contexto Político...