(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Iluminação pública será regularizada com aquisição de novos componentes

Infraestrutura Comentários 18 de maio de 2017

Pregão presencial para compra de lâmpadas foi realizado e equipes devem acelerar os trabalhos num prazo de 20 dias


Com uma economia de 55%, foi finalizado ontem o pregão presencial realizado pela Prefeitura de Anápolis de 117 itens de iluminação pública. Das 12 empresas presentes, oito foram habilitadas no certame e seis bateram o martelo – fechando num investimento de R$ 2,226 milhões. Na prática, a expectativa é de que no prazo máximo de 20 dias – mesmo com a possibilidade de recursos – três equipes da Secretaria de Obras já estejam trabalhando na tentativa de mitigar um dos maiores gargalos infraestruturais da atual gestão.
O planejamento da Secretaria de Obras é trabalhar com um quadro de três equipes em dois turnos – matutino e vespertino – para fazer a troca e manutenção dos materiais de iluminação. Segundo o gerente de iluminação da secretaria de obras, Leonardo da Silva Freitas, será dada prioridade aos bairros que não receberam a visita de técnicos até agora. “Fizemos uma compra emergencial no mês de março e atendemos os pontos mais críticos”, diz. Agora, explica, as equipes serão deslocadas para os bairros com maior demanda e com pedidos mais antigos.
Ele cita a região do Aeroporto, Bairro Paraíso, Novo Paraíso, Branápolis, além dos distritos de Goialândia e Joanápolis como alguns dos prioritários. Desde o início do ano, a secretaria vem fazendo contorcionismo por conta de um problema provocado pela falta de planejamento da gestão anterior, que não deixou estoque e sequer recursos para a aquisição de materiais de iluminação.
Não raro, a população vem se queixando da escuridão que vem tomando conta das ruas. Sobretudo em regiões mais periféricas, a falta de iluminação é um dos componentes que ajudam a elevar o número de furtos, roubos e, claro, também a sensação de inseguranças dos moradores. Leonardo explica que a atual licitação vai normalizar a situação de forma definitiva. “Os materiais vão chegando ao longo do ano. Esse primeiro lote são de 3 mil lâmpadas, mas, antes de acabar, já solicitamos mais”, afirma.
Pregão
Com estimativa inicial de R$ R$ 5.049.607,78, na avaliação do diretor de Licitações da Secretaria Municipal de Gestão e Planejamento, Lúcio Flávio Mendes Cruccioli, o pregão presencial contou com um bom número de empresas interessadas (12 presentes, sendo oito habilitadas). “Isso demonstra a confiança do empresário na administração municipal. Hoje, o fornecedor sabe que vai receber pelo produto fornecido”, declara.
Ele afirma que o formato da licitação gera economia e rapidez. Na queda de braço entre os presentes, alguns itens chegaram a economia de mais de 90% - como projetor de alumínio para lâmpada de até 400 W laterais, cujo valor estimado da unidade era de R$ 262,03, foi adquirido por R$ 25,50.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Infraestrutura

Secretaria fiscaliza queda brusca de vazão no Ribeirão Piancó

28/09/2017

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos está encaminha...

Drenagem urbana é um grande desafio para a gestão pública

28/09/2017

Durante encontro com empresários na Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA), ocorrido na noite da última qu...

Plano para recuperar estradas

14/09/2017

Para dar garantias de que, no período chuvoso, as estradas vicinais estarão em boas condições de escoamento da produção...

Antigas erosões são combatidas em vários setores

31/08/2017

Enquanto vários projetos estão aguardando a aprovação junto ao governo federal, a Prefeitura de Anápolis, com recursos p...