(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

IBGE traça o mapa das religiões em Anápolis

Geral Comentários 11 de janeiro de 2013

Números do Censo de 2010 apontam um perfil sobre a religiosidade no Município, que faz parte de sua história


Dados extraídos do Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, confirmam que a religiosidade não é, apenas, um traço histórico de Anápolis, mas, sim, uma realidade. A amostragem destaca que 315.434 anapolinos, ou, 94,36% da população (334.272 habitantes, também conforme o Censo) é cristã, ou seja, segue alguma religião. Do total da população censitária, apenas 1.309 pessoas (0,39%) não declararam o credo religioso ou afirmaram múltiplo pertencimento: 17.550 (5,15%) declararam não ter religião e 1.288 (0,38%) a religião não foi determinada ou foi mal definida.
Segundo a pesquisa do IBGE, entre os declarados cristãos, a maioria segue a religião Católica Apostólica Romana: 190.204 pessoas (56,90%); 198 pessoas (0,06%) seguem a religião Católica Apostólica Brasileira e 199 pessoas (0,06%), a religião Católica Ortodoxa. A religião Evangélica soma 115.244 pessoas (34,47%). A religião Espírita, ainda, de acordo com a pesquisa, é seguida por 4.587 pessoas (1,37%). Os que declararam seguir a religião Testemunhas de Jeová, somam 1.861 pessoas (0,55%). E os que afirmaram pertencer a outras religiões cristãs, 2.229 pessoas (94,36%).
No segmento Evangélico, os fiéis estão distribuídos em dois grupos com várias denominações. O grupo da religião Evangélica de Missão conta com um total de 12.077 pessoas, sendo: 285 da Igreja Evangélica Luterana; 6.558 da Igreja Evangélica Presbiteriana; 88 da Igreja Evangélica Metodista; 2.855 da Igreja Evangélica Batista; 68 da Igreja Evangélica Congregacional e 2.223 da Igreja Evangélica Adventista. O grupo da religião Evangélica de Origem Pentecostal soma 71.335 pessoas e está distribuído da seguinte forma, segundo os dados do IBGE: 39.11 da Igreja Assembleia de Deus; 2.652 da Igreja Congregação Cristã do Brasil; 531 da Igreja Brasil para Cristo; 9.759 da Igreja Evangelho Quadrangular; 2.719 da Igreja Universal do Reino de Deus; 25 da Igreja Casa da Benção; 1.700 da Igreja Deus é Amor; 168 da Igreja Maranata; 59 da Igreja Nova Vida; 80 da Igreja Evangélica Renovada; 616 da Comunidade Evangélica e outras religiões (igrejas) de origem pentecostal, 13.917 pessoas.
Também cita a pesquisa: 31.831 pessoas de religião evangélica não determinada; 379 da religião Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmon); 66 pessoas de religião espiritualista; 206 praticantes de umbanda e candomblé; 50 pessoas que declararam religiosidade afrobrasileira; 09 judaísmo; 45 budismo; 111 novas religiões orientais; 105 Islamismo; 108 religiões de tradições esotéricas e 42 de outras religiosidades.


Um encontro entre a religião e a história
As duas religiões com maior número de fiéis em Anápolis, também, são as que possuem maior raiz histórica com a Cidade. No caso da Igreja Católica, essa ligação foi inclusive determinante na formação do povoado que deu origem ao Município. A história tem, inclusive, um momento narrando a passagem de Dona Ana das Dores - mãe de Gomes de Souza Ramos, considerado um dos fundadores de Anápolis - à região da Fazenda das Antas, de propriedade de Manuel Rodrigues, nos idos de 1859. Um dos animais que seguia a tropa havia desaparecido e foi encontrado na área da fazenda e os tropeiros, ao tentarem retirar a mala contendo a imagem não conseguiram. O fato foi interpretado como um sinal de que a santa queria permanecer no local e, assim, Dona Ana fez a promessa que logo que fosse construída uma capela, doaria a imagem para ser venerada pelos fiéis do lugar. E isso foi feito, dando origem ao vilarejo de Santana das Antas.
História à parte, a Diocese de Anápolis - registrada em 15 de julho de 1977 - é formada por 48 paróquias, além da Paróquia - Capelania Militar da Base Aérea de Anápolis e a Capelania dos Hospitais, equiparada a uma paróquia. A Diocese integra 19 municípios circunvizinhos. Somente no Município são 26 paróquias, incluindo as dos distritos de Souzânia e Interlândia.
“A influência evangélica na sociedade de Anápolis” dissertação apresentada pelo então mestrando João Marcos Feitosa, em 2002, para o Curso de Mestrado de Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, traz uma abordagem histórica bastante detalhada sobre a origem da religião no Município, que conforme apontou remonta as décadas de 20 e 30. O estudo faz referência a pesquisas feitas por Olímpio Ferreira Sobrinho, membro da Igreja Presbiteriana Independente e autor dos livros: Meio século formando gerações (1997) e Sob as luzes do milênio (2002). Segundo os levantamentos, “um grupo religioso que chega a Anápolis trazendo o evangelho protestante para Goiás, adentra pelas portas da cidade de Santa Luzia, hoje Luziânia, uma das mais antigas cidades de Goiás, onde se formou a primeira Igreja Presbiteriana Independente em solo goiano”, sendo que, segundo Olímpio Ferreira, foi Joaquim Inácio Roriz o responsável pela introdução do evangelho na cidade de Santa Luzia. De acordo com ele, o Presbitério do Oeste, da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, envia ao Estado de Goiás o reverendo José Antônio Campos que residiria em Anápolis e dirigiria os trabalhos protestantes de Bonfim (Silvânia), Santa Luzia (Luziânia), Descoberto e Retiro e a congregação de Vianópolis. Outro precursor foi Jarbas Jayme e depois dele, muitos outros.
Conforme os estudos, no Censo do IBGE de 1991, Anápolis tinha uma população de 239.379 habitantes e 43.694 evangélicos (18,2% da população). O Censo de 2010 aponta uma população de 334.272 e 115.244 evangélicos (34,47%) da população, portanto, um crescimento bastante significativo.
A Igreja Assembleia de Deus, a denominação com maior número de fieis da religião Evangélica, foi implantada na Cidade há 73 anos, contando hoje com mais de 300 pontos de pregação, entre igrejas, congregações e templos.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Anapolino é destaque em competição nacional

21/09/2017

Na última segunda-feira, 18, o prefeito Roberto Naves recebeu em seu gabinete o jovem Gabriel Douglas Araújo, estudante da ...

Promotores de Justiça têm encontro em Anápolis

21/09/2017

Os encontros regionais da Procuradoria Geral de Justiça Presente e de elaboração do Plano Geral de Atuação do Ministéri...

Entenda o que é trabalho intermitente

21/09/2017

A Reforma Trabalhista tem um ponto que necessita de grande destaque, que é a criação de um novo modelo de trabalho que at...

Projeto ampara crianças em situação de risco

21/09/2017

Será lançado nesta sexta-feira, 22, o Projeto Querobem. A solenidade está marcada para o auditório do Bloco F, da UniEVAN...