(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Hospital Municipal reativa atendimento a pacientes renais

Saúde Comentários 02 de novembro de 2018

Aparelho foi reparado e já realiza cerca de 50 procedimentos/mês


Um aparelho de alto custo, condenado pela empresa de manutenção na gestão anterior, foi consertado e já traz alívio para dezenas de pessoas. É o equipamento de litotripsia para tratamento de cálculos nos rins, ureteres e bexiga que está instalado no Hospital Municipal e voltou a funcionar após dois anos parado.
A determinação do prefeito Roberto Naves foi que o tratamento não invasivo para quebra de cálculos fosse retomado. Uma nova empresa averiguou as condições do equipamento que foi reparado e já realiza cerca de 50 procedimentos por mês, mediante encaminhamento do médico especialista.
Com isso, não existe espera para a realização da litotripsia. “O retorno do procedimento foi de extrema importância. Nesse período em que ficou parado tínhamos que contratar um prestador de serviço ou regular para Goiânia”, conta o diretor de Urgência e Emergência, Eduardo Sardinha.
A litotripsia destrói o cálculo renal, em diversos pedaços, ainda dentro do corpo do paciente por meio de ondas eletromagnéticas inofensivas para que possam ser expelidos facilmente pelas vias urinárias. Trata-se de um método moderno neste tratamento, que oferece mais comodidade e segurança aos pacientes.

MELHORIAS
O Hospital Municipal também passa por reforma como pintura e ampliação de espaços para atender melhor a população até a construção da nova sede que terá 120 leitos. Ainda recebeu novos equipamentos como quatro ventiladores, um eletrocardiograma, um desfibrilador e quatro cadeiras de rodas.
Atualmente, cerca de 16 mil pessoas por mês procuram atendimento na unidade que oferece pronto socorro cirúrgico, ortopédico e de queimaduras; exames de imagens; laboratório de análises clínicas; ambulatório de ortopedia, oftalmologia, vascular e de queimaduras; serviços hospitalares de nutrição, fisioterapia e serviço social; internações de alta, média e baixa complexidade, além do procedimento de litotripsia e tratamento para pés tortos congênitos, sendo referência nacional.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Combate à “farra” dos cartões do SUS

17/01/2019

O Prefeito Roberto Naves anunciou que deverá enviar uma equipe técnica para conhecer o modelo de gestão de uma espécie de...

Secretário Municipal de Saúde faz “raio-x” nas unidades ligadas ao setor

17/01/2019

Avaliar de perto a realidade de cada uma das unidades da rede municipal e fiscalizar a prestação de serviços ao cidadão. ...

Crise na Saúde - Municípios estão em dificuldades sem os repasses do Estado

10/01/2019

De acordo com o Atlas da Eficiência da Educação (versão 2018) em Goiás, a gestão da educação em 213 municípios (93% ...

Verba para equipamentos na odontologia municipal

10/01/2019

Devido ao trabalho executado na área de saúde bucal, inclusive com a criação de 12 novas equipes em dois anos, a Prefeitu...