(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Homicídios no carnaval

Violência Comentários 03 de maro de 2017

A crueldade aplicada no assassinato de uma transexual chocou a opinião pública


A Polícia Civil, em Anápolis, trabalha no sentido de elucidar o crime de homicídio que vitimou a transexual Emanuelle Muniz Gomes, 21 anos, registrada Rômulo Matheus Gomes. Ela foi morta a pedradas em uma estrada secundária que liga a BR 060 ao loteamento Terras Alfaville, próximo à Subestação Pirineus (da CELG). Emanuelle foi sequestrada quando estava em companhia da mãe e de um amigo, na saída de uma boate no Bairro Jundiaí, na madrugada de domingo (26) para segunda-feira, 27.
De acordo com sua mãe, Edna Girlene Santana Gomes, as duas, mais o amigo, saíram para se divertirem e ficaram, por algumas horas, na referida boate. Por volta de uma e meia da manhã, decidiram ir embora e Emanuelle foi para a parte externa da boate, onde iria ligar para uma amiga a fim de que esta os apanhasse. Mas, instantes depois, retornou ao interior do estabelecimento, acompanhada de um sujeito de baixa estatura, meio gordo, de camisa listrada e disse que o rapaz havia oferecido uma carona para eles.
Só que, quando foi para o estacionamento da boate, Edna percebeu que, dentro do carro estavam mais três pessoas. Foi quando decidiu não embarcar. Mas, Emanuelle e o amigo já estavam no banco traseiro do veículo, um Pálio branco. Ela, então, falou à filha que descesse, mas esta foi impedida pelos estranhos. Um deles ainda entrou em luta corporal com Edna, tomou-lhe a bolsa e o celular e entrou no carro, onde estava Emanuelle e os quatro sequestradores. Edna disse que pediu socorro, foi ao Plantão Policial e percorreu alguns motéis em busca da filha, mas foi tudo em vão.
Na manhã seguinte, acompanhada por uma amiga, instintivamente, percorreu alguns setores da Cidade e quando a companheira parou o carro por conta de um estrago na roda, foi abordada por um estranho que disse ter visto um homem morto nas proximidades. Ela, então, se dirigiu ao local e, de fato, encontrou o corpo. Era sua filha, que estava nua e com a cabeça esmagada por uma grande pedra. Perto dali, encontraram um rapaz ferido, inconsciente. Logo a Polícia Civil chegou e assumiu o controle da situação. Emanuelle, apesar da pouca idade, era formada em Recursos Humanos e acabara de arranjar um emprego. Ela, também, se preparava para uma cirurgia de mudança de sexo e havia encaminhado todos os papeis para isso. Sua mãe disse que ela não tinha qualquer inimizade, não mexia com drogas, nem tinha relacionamentos suspeitos com ninguém. A esperança da Polícia, agora, é pelo restabelecimento da saúde do rapaz encontrado perto do corpo da vítima, pois ele pode oferecer elemento que levem ao desvendamento do crime.
Outros casos
A passagem do carnaval, em Anápolis, foi marcada por vários crimes de morte, nenhum deles, entretanto, ligado diretamente à folia. Foi o que aconteceu com o jovem João Machado, 17 anos. Ele foi morto por dois elementos que estavam em uma moto. Os matadores chegaram e, sem qualquer conversa, atiraram contra João, O fato se deu no Bairro de Lourdes.
Na manhã de quarta-feira, 01, foi encontrado o corpo do comerciante de veículos Ismael Ferreira Lima, 48 anos, residente na região do Jardim Calixto. O cadáver estava às margens da GO 222, proximidades do Distrito de Goialândia. Ismael havia desaparecido há vários dias. Ele saiu de casa em uma caminhonete Saveiro e não disse para onde iria. Seu corpo apresentava duas perfurações à bala.
Outro caso de corpo encontrado foi o de Rodrigo Faria, conhecido por “Digão”. Ele foi visto pela última vez entrando em um carro vermelho, na região do Vivian Park, onde morava. Duas semanas depois, seu cadáver foi localizado e não se tem maiores informações sobre o crime. Ele deixou viúva e três filhos, um deles de, apenas, oito meses de idade.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...