(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Homem foi decapitado dentro da Cadeia Pública esta semana

Violência Comentários 08 de dezembro de 2017

Autor do homicídio, também detento, assumiu a culpa e foi indiciado por mais um crime hediondo


O reeducando René Vidal de Deus, 33 anos, que cumpria pena por diversos delitos na Cadeia Pública de Anápolis, foi encontrado morto em sua cela na manhã de quarta-feira, 06, no Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc”, mais conhecido por Cadeia Pública de Anápolis. Ele teve a cabeça separada do corpo pelo, também, detento Diego de Jesus, que assumiu a autoria do delito. A motivação do crime não foi revelada de início, sabendo-se, apenas, que havia uma rixa entre os dois. Esse foi, apenas, mais um crime cometido no complexo prisional que está superlotado, com mais do dobro de sua capacidade de absorção. O funcionamento do novo Presídio de Anápolis que o Governo Estadual afirma estar com as obras concluídas, ainda não foi definido. O prédio sofreu sérias avarias quando da estadia de 560 presos oriundos da Penitenciária “Odenir Guimarães”, de Aparecida de Goiânia, transferidos para Anápolis em fevereiro em virtude de uma rebelião ali registrada e que só retornaram em agosto.
Recentemente, autoridades ligadas às polícias Civil e Militar, mais o Poder Judiciário e o Ministério Público, cumpriram missão na Cadeia Pública de Anápolis, em busca de provas para a formatação de processos que envolvem quadrilhas especializadas; extorsão a presos; oferta de facilidades para detentos; porte de armas, consumo de drogas e outras irregularidades. Na ocasião, até o Diretor do estabelecimento, Fábio Oliveira e o Chefe de Segurança, Ednaldo Monteiro, foram presos. De lá para cá, entretanto, outros incidentes foram registrados no recinto.

Rastro de violência
A última semana foi atípica em Anápolis quanto aos casos de violência e crimes contra a pessoa. Diversos homicídios foram perpetrados, contrapondo-se à informação de que a violência teria diminuído na região. No sábado (02/12), por exemplo, o jovem Herbert Paixão da Silva, conhecido por “Hebinho”, foi morto a tiros, quando se encontrava em um bar no Bairro de Lourdes, após haver participado de um jogo de futebol. Um homem surgiu de repente e disparou várias vezes. Além da vítima fatal, três outras pessoas foram feridas pelas balas. O autor fugiu sem ser identificado.
Ainda no sábado, o comerciante Erly Rodrigues de Morais foi morto por uma rajada de balas disparadas por um homem que chegou ao seu estabelecimento no Conjunto “Filostro Machado”. Este homicídio foi desvendado horas depois. Tratou-se de um crime encomendado pela jovem Vitória Janaína Cruvinel de Souza, 18 anos, que alegou ter sido agredida pela vítima um dia antes. O autor dos disparos está desaparecido. No domingo, 03, foi encontrado o corpo de Aristodenis Pereira de Souza, dentro de seu carro, em uma estrada vicinal na região do povoado de Bramápolis. O cadáver apresentava quatro perfurações de balas na cabeça.

Triplo homicídio
A escalada de violência em Anápolis continuou na quarta-feira, 06, com a execução de três pessoas que estavam em uma casa do Jardim Santa Cecília, saída para Nerópolis. Os irmãos Wemerson (22 anos) e Weberson (24 anos) Lima de Carvalho, mais a namorada deste, Vanessa Rabelo, foram mortos com uma sequência de tiros, durante a madrugada. Vizinhos disseram que só ouviram o barulho dos estampidos. Não houve testemunhas desse fato e a Polícia anunciou não descartar qualquer hipótese. Outra mulher que estaria na casa, teria escapado dos tiros. E, na quarta-feira, 06, também, foi anunciada a morte do jovem Raniel Reis Ribeiro, baleado na cabeça no dia 23 de novembro, durante um assalto ao ônibus em que estava, em direção ao Distrito Agro Industrial de Anápolis, onde trabalhava. Na ocasião, o motorista do ônibus, de nome Luiz Carlos, também, foi baleado na perna. O assaltante fugiu.

Autor(a): Da Redação

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Violência

Familiares de vítimas têm apoio psicológico

12/07/2018

A fim de propiciar apoio aos familiares das vítimas de homicídios, bem como minimizar a sensação de insegurança social, ...

Familiares de vítimas têm apoio psicológico

12/07/2018

A fim de propiciar apoio aos familiares das vítimas de homicídios, bem como minimizar a sensação de insegurança social, ...

Detentos de Anápolis mortos em Formosa

05/07/2018

A Polícia Civil, em Formosa, no entorno do Distrito Federal, instaurou inquérito para apurar a morte dos detentos Ítalo Le...

MP e Juizado da Infância querem combate efetivo à automutilação

29/03/2018

O Juizado da Infância e Juventude e o Ministério Público, através da 13ª Promotoria de Anápolis, estão buscando a elab...