(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

H1N1: População corre os postos de vacinação

Saúde Comentários 15 de abril de 2016

Em Anápolis, conforme a Secretaria Estadual de Saúde, já houve um óbito confirmado pelo vírus da gripe


A Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe), que previne contra três tipos de vírus H1N1, H3N2 e influenza tipo B, chega mais cedo do que esperado à Anápolis. Desde a última quarta-feira, 13, as vacinas já estão disponíveis nas unidades de saúde da família em várias regiões da cidade e a movimentação, em todos os locais tem sido bastante grande. O dia “D” da campanha de imunização será realizado no sábado, 30, em vários pontos estratégicos do município.
A campanha foi antecipada em todo Estado de Goiás, devido a alguns casos já confirmados de H1N1. Mas, a vacina estará disponível apenas para os grupos prioritários: idosos, crianças - maiores de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, gestantes e mulheres com até 45 dias pós-parto, portadores de doenças crônicas, indígenas e presidiários.
Para a população acamada, o serviço é disponibilizado nas residências. A solicitação deve ser feita na unidade de Saúde da Família da região de abrangência ou pelo telefone 3902 - 2493 para os bairros sem cobertura deste programa.
A vacina é segura e uma das medidas mais eficazes de prevenção a complicações e casos graves de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Números
Levantamentos do último Boletim Mensal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), relativo ao período de 3 de janeiro a 12 de abril, mostra que em Goiás foram confirmados 42 casos de H1N1, que ocasionaram nove mortes. Ao todo, 157 casos de SRAG foram notificados, sendo 51 de causas não especificadas; quatro causados por outros vírus respiratórios; dois por agentes etiológicos; 46 por Influenzas diversas e outras 54 notificações ainda estão sob investigação.
Os óbitos, de acordo com o boletim, foram registrados em Rio Verde, com três casos; Goiânia, Planaltina, Anápolis, Caldas Novas, Catalão e Ipameri tiveram um caso cada. O secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, destacou que tais notificações indicam que há uma situação de epidemia em Goiás, algo que era esperado para ocorrer possivelmente em julho. “A constatação da epidemia nos fez optar pela antecipação da vacinação, medida mais eficaz para conter a doença”, pontuou.

Campanha
A Campanha de Vacinação contra a Influenza teve início no dia 12 em 79 municípios localizados nas Regionais de Saúde Central, com sede em Goiânia; Entorno Sul, com sede em Aparecida de Goiânia; Pirineus, sede em Anápolis; e Estrada de Ferro, com sede em Catalão. Nos demais 167 municípios goianos, a campanha terá início na próxima segunda-feira, 18 de abril, e prossegue até 20 de maio.
A vacinação contra a Influenza é prioritária às pessoas que integram os grupos de risco estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Tais grupos são compostos por pessoas com mais de 60 anos; crianças de 6 meses a menores de 5 anos; gestantes; mulheres em resguardo (até 45 dias após o parto); sentenciados e adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa; trabalhadores da saúde e indígenas.
As notificações da SES indicam que 75% das mortes por Influenza A vitimam as pessoas que estão incluídas nestes grupos. As autoridades da área da Saúde vinculam a situação de epidemia em Goiás ao aumento de casos em países do Hemisfério Norte. Acredita-se que grande quantidade de pessoas tenha viajado a estes países e trazido o vírus da doença para o Brasil.

Influenza
A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, além de ser transmissível, tem tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Cirurgias pediátricas tem fila de espera reduzida

18/08/2017

Já medicado, o garoto J.B.N., 4, demonstrava tranquilidade, ao entrar no centro cirúrgico do Hospital Evangélico, para rea...

Goiás ocupa a terceira posição no ranking nacional em transplante de córneas

18/08/2017

Em Goiás, são realizados transplantes de córneas, rins, coração e medula óssea, sendo que o de córneas é o mais comum...

Franquia Oral Sin se instala em Anápolis

10/08/2017

Acaba de chegar em Anápolis a primeira franquia Oral Sin Implantes. O empresário e odontólogo Leonardo Lara recebe convida...

Município deve receber mais recursos para medicamentos

03/08/2017

Definido no último dia 31 de março, o fechamento das unidades próprias do programa Farmácia Popular deve otimizar a utili...