(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Gripe A: 20 mortes em Goiás, 2 em Anápolis

Saúde Comentários 11 de setembro de 2009

Boletim divulgado pela Secretaria de Saúde mostra evolução no quadro de mortes causadas pelo vírus da nova gripe. SES aponta a necessidade de estado de alerta


O boletim epidemiológico de acompanhamento da evolução dos casos notificados de Influenza A (H1N1) em Goiás, divulgado no último dia nove, colocou as autoridades de saúde em alerta. De acordo com o levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), chega a 20 o número de óbitos registrados no Estado. No levantamento anterior, apenas duas mortes haviam sido confirmadas. O total de notificações chegou a 272. Ou seja, 42 a mais em uma semana.
No caso de Anápolis, o boletim da SES confirma oficialmente duas mortes pelo novo vírus. No boletim divulgado no começo do mês, ainda não havia confirmação oficial, como mostrou a matéria da edição passada do CONTEXTO. O boletim atual aponta apenas, nesta semana, o acréscimo de um caso suspeito. Em relação à divulgação anterior, permanecem quatro casos confirmados em laboratório e 18 casos descartados da doença. O total no município é de 25 notificações.
O maior número de óbitos, de acordo com a SES, é registrado em Aparecida de Goiânia, num total de seis confirmações. Em segundo lugar vem Goiânia, com cinco. Nos municípios de Brazabrantes, Catalão, Cristianópolis, Jaupaci, Mineiros, Sanclerlândia e Senador Canedo, houve uma morte registrada.
Segundo a secretária Irani Ribeiro de Moura, os óbitos confirmados essa semana são casos que ocorreram em agosto e setembro, que se referem ao período da 31º a 35º semanas epidemiológicas. A divulgação do volume maior no número de óbitos confirmados se deve ao fato dos resultados terem chegado está semana do Laboratório Adolf Lutz.
Durante coletiva à imprensa, Irani Ribeiro disse que a situação epidemiológica no Estado é preocupante e que toda a população deve ficar alerta às medidas de higiene. “É preciso que as pessoas sempre tenham o cuidado de lavar as mãos. Os gripados devem evitar aglomerações para que não transmitam o vírus”, disse.
Outra orientação repassada pela secretária é de que os homens também procurem atendimento assim que notarem sintomas da doença. Do número de óbitos confirmados, foram 12 homens e oito mulheres. Além deles, os jovens também foram lembrados sobre a necessidade de se conscientizarem sobre a existência da circulação do vírus. “Não adianta pensar que só porque são jovens e com saúde é que não vão contrair a Gripe A. Todos estão suscetíveis a ela”, alertou. Depois disso, os incentivou a evitarem aglomerações e ambientes fechados, como shoppings, shows, cinemas, dentre outros.
Irani Ribeiro explicou ainda que o pico do vírus da Influenza segue um ciclo de seis semanas. “Estamos agora no final da terceira e esperamos que a partir da quinta semana comece a diminuir o número de casos”, disse.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Programa Saúde da Família ganha prêmio de Boas Práticas

01/02/2018

Mais uma boa notícia para a saúde de Anápolis. Durante o ano de 2017, a Secretaria Municipal de Saúde trabalhou muito nã...

HUANA faz a primeira captação de órgãos

01/02/2018

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do Hospital Estadual de Urgências...

Obras do Centro Pediátrico 24 horas seguem o cronograma

12/01/2018

A obra do Centro Pediátrico 24h, construída ao lado do Cais Mulher, no Bairro Maracanã, iniciou o ano de 2018 se preparand...

Ambulatório de Queimados registra aumento de demanda

29/12/2017

No Ambulatório de Queimados do Hospital Municipal Jamel Cecílio são atendidos, em média, 80 pacientes por dia, vítimas d...