(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Greve na Polícia Civil sobrecarrega a PM

Segurança Comentários 28 de julho de 2012

Paralisação de 70 por cento do atendimento à população causa desconforto e muitas reclamações por parte da comunidade. Movimento grevista atinge a todo o Estado


Com a restrição dos serviços oferecidos pela Polícia Civil (incluindo os servidores do Instituto de Medicina Legal) aos cidadãos, o atendimento nas delegacias distritais, especializadas e outros setores da instituição está seriamente prejudicado em Goiás. Anápolis não foge à regra. Com apenas 30 por cento de serviços, garantidos por lei, a comunidade não vem obtendo a assistência necessária quando busca socorro nas unidades. O resultado disso é que houve uma sobrecarga na Polícia Militar, a única força pública estadual restante para agir em crimes de todos os potenciais. As delegacias se limitam a atender caso de flagrante e crimes considerados hediondos, onde o clamor popular fala mais alto. O comando de greve alega que está aguardando um posicionamento do Governo do Estado para buscar um entendimento e colocar fim à greve que já dura mais de duas semanas. Mesmo com a declaração de ilegalidade feita pela Justiça e com a ameaça de corte de ponto e demissão após 30 dias, os policiais continuam resistentes.
Dois casos exemplificam, muito bem, a situação vivida em Anápolis, praticamente a mesma em outras cidades. Mesmo com a presença dos delegados titulares, os procedimentos não podem ser adotados, visto que faltam agentes, escrivães, peritos e outros profissionais do setor. Na semana passada uma revenda de veículos foi assaltada na Avenida São Francisco. Os ladrões amarraram o vigia e levaram quatro veículos. No final de semana uma criança de quatro anos, com suspeita de abuso sexual não teve o devido atendimento, justamente pela falta de pessoal. No primeiro caso, foram levadas camionetes que estavam em exposição. No segundo, o mais grave, a mãe da criança procurou a Polícia Militar, denunciando o ‘namorado’ da avó paterna da criança que teria praticados atos libidinosos e tentado agredi-la sexualmente. A PM levou a criança ao IML e de lá ela foi encaminhada à Santa Casa. Como não conseguiu atendimento, a mãe se dirigiu à pé, conduzindo a menor nos braços, às onze da note, rumo ao Hospital Municipal. E, ainda, segundo a mulher, mesmo com as evidências, a delgada responsável lhe disse que nada poderia fazer por conta da greve. “Só começaram a tomar providências quando chamei a TV Record”, disse ela.
Números
Confirmando a sobrecarga observada na Polícia Militar, por conta da greve na Polícia Civil, basta afirmar que em, apenas, dois dias, foram atendidas a mais de 50 ocorrências, muitas delas de extrema gravidade, como assaltos, tentativas de homicídio, homicídios e outras. No período mencionado, a PM registrou uma tentativa de furto; 09 acidentes de trânsito com vítimas; 10 acidentes de trânsito sem vítima; um roubo a pessoa; uma tentativa de homicídio; um caso de maus tratos; três roubos a estabelecimentos comerciais; um caso de furto; um caso de dano material; 10 casos de furtos a residências; um caso de roubo a pessoa; três diligências para averiguações; três casos de vias de fato; dois furtos em veículos; um caso de direção perigosa; três casos de furtos em estabelecimentos comerciais e um roubo de veículo.
Ressalte-se que nos casos de roubo a pessoas e roubo a estabelecimentos comerciais (assaltos), em sua maioria foram empregadas motocicletas para a fuga dos marginais. Também, nos casos de acidentes de trânsito com, ou sem, vítimas, a maioria teve o envolvimento de motocicletas.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Projeto tem o apoio do Exército, da Marinha e da Aeronáutica

08/12/2017

A audiência pública realizada no último dia 4 na sede da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, para debater a ...

Caso do Uber - Acusado diz: “queria somente divertir”

08/12/2017

O acusado de roubar na semana um veículo Uber e restringir a liberdade do motorista Cleyton da Silva Nascimento já está pr...

Treinamento para delegadas, agentes e escrivãs

30/11/2017

A 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis realiza vários cursos de atualização voltados para delegados, agen...

Ruas do centro terão policiamento ostensivo durante o fim de ano

30/11/2017

O policiamento nas regiões de maior presença do comércio em Anápolis, terão o policiamento reforçado neste final de ano...