(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Greve dos caminhoneiros afeta a rotina da população anapolina

Cidade Comentários 30 de maio de 2018

Grandes filas em postos de combustíveis, desabastecimento e falta de gás causam transtornos há alguns dias


Assim como está ocorrendo em boa parte do País, a greve dos caminhoneiros também trouxe alguns transtornos para os anapolinos. Grandes filas formadas nos postos onde havia combustível, tornaram cena comum na Cidade. Foi preciso de muita paciência para aguardar a vez de abastecer e teve muita gente que nem conseguiu chegar com o veículo na bomba e, por isso, levou um vasilhame para comprar um pouco do produto e rodar mais um pouco até conseguir abastecer novamente. Os preços também tiveram muita oscilação, a maior, por causa do excesso de procura. A gasolina, por exemplo, estava sendo vendida de R$ 4,599 a R$ 4,999. Já o etanol- que praticamente sumiu do mercado- estava sendo vendido de R$ 2,629 a R$ 2,999.
Na Ceasa de Anápolis, que abastece diversos municípios da região, o desabastecimento também afetou os negócios e a rotina de quem trabalha no local. Sem contar que muitos produtos ficaram estragados. Porém, na quarta-feira (30), nos supermercados, os estoques de frutas e verduras já estavam quase normalizados, com alguns itens em falta ou em pequena quantidade. Mas, com opções para garantir o cardápio das famílias.
Um dos maiores problemas enfrentados pelos anapolinos é com relação ao gás de cozinha, No começo da semana, a secretaria municipal de Defesa do Consumidor vistoriou seis distribuidoras e não encontrou o produto em nenhuma delas. O diretor geral do Procon de Anápolis, Robson Torres, informou que nas fiscalizações do órgão, o botijão, que tinha o preço médio de R$ 75 antes da greve dos caminhoneiros, foi encontrado ao preço de R$ 150, ou seja, um aumento de 100%.
“Estaremos visitando mais algumas empresas de gás, em diversos bairros. São nesses comércios que estão se concentrando as denúncias dos consumidores de abusos em preços”, disse o gerente de fiscalização do Procon, Paulo Henrique Fonseca.
Os reflexos da greve também aconteceram no setor produtivo. Várias indústrias do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA) paralisaram suas atividades ou funcionaram com capacidade muito abaixo do normal. No segmento da indústria farmacêutica- segundo maior polo de produção de medicamentos genéricos do País- os prejuízos são imensuráveis e, segundo o presidente executivo do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo), Marçal Soares, é possível que leve um tempo considerável para que o nível de produção volte à normalidade. O comércio também sofreu um desaquecimento nas vendas, em razão da crise de combustível e porque muitas famílias direcionaram as compras para as necessidades mais emergenciais de consumo.

Movimentação
Vários protestos têm ocorrido em Anápolis, em apoio à greve dos caminhoneiros. Houve movimentações durante praticamente todos os dias da semana. Vários automóveis são vistos circulando pelas ruas com frases de apoio à categoria.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Cidade

Escoteiros têm direito a sede no Parque da Matinha

16/11/2018

“Agora temos a nossa identidade”. Este é o sentimento do presidente do Grupo Escoteiro Bernardo Sayão, Mário Fernandes...

Prefeitura faz lançamento do Espaço da Oportunidade

16/11/2018

Uma casa que estava totalmente abandonada, inutilizada há anos e agora, após uma reforma, nela começa a funcionar um proje...

Casamento comunitário com 345 casais

16/11/2018

Neste sábado, 17, 345 casais dirão o tão esperado “sim” durante a Cerimônia Civil do Casamento Comunitário, promovid...

Município e PM firmam parceria para o combate à criminalidade na região de Anápolis

16/11/2018

A Prefeitura de Anápolis e a Polícia Militar do Estado de Goiás lançaram a Força Tática, uma nova unidade para o polici...