(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo vai capacitar jovens empresários

Política Comentários 13 de julho de 2013

A iniciativa visa, numa etapa inicial, capacitar e qualificar cerca de quatro mil microempreendedores de várias regiões do Estado. Anápolis será um dos polos


Com a presença do Governador Marconi Perillo; do Vice-Governador José Éliton; da ministra do Superior Tribunal do Trabalho, Delaíde Miranda e de dezenas de autoridades políticas e classistas do setor produtivo, o secretário estadual de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy, lançou o programa “Minha Primeira Empresa”, em solenidade realizada no auditório “Mauro Borges”, no Palácio Pedro Ludovico, em Goiânia, na última quarta-feira, 10.
A iniciativa, segundo explicou Alexandre Baldy, tem por objetivo propiciar a capacitação para cerca de quatro mil jovens que desejam ter o próprio negócio. Os cursos irão ocorrer em 10 cidades polos, dentre elas Anápolis, a partir do início do segundo semestre. As inscrições já podem ser feitas através do site: www.minhaprimeiraempresa.org, que foi lançado durante a solenidade.
“É um programa pioneiro a nível nacional e será, com certeza, levado para outros estados brasileiros por meio da CONAJE (Confederação Nacional dos Jovens Empresários)”, destacou, acrescentando que a ação, em Goiás, é resultado de uma parceria entre o Governo e a Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (AJE Goiás). Além da qualificação, explicou o secretário, as novas empresas terão, ainda, outros suportes como a desburocratização na abertura dos negócios e o acesso a linhas de crédito subsidiadas, com juros de 0,25% ao mês, equivalente a 3% ao ano, anunciadas pelo Governador Marconi Perillo, oficialmente, numa outra solenidade também realizada na quarta-feira, na Capital. Alexandre Baldy salientou ainda que será feito um acompanhamento das empresas, em parceria com o SEBRAE. Para o secretário, muitas pessoas têm vontade de empreender, mas poucas têm a ideia certa de como fazer. “E, este, é o momento em que nós estamos dando esta oportunidade, através do conhecimento”, sublinhou. O investimento nesta etapa inicial é de R$ 2,2 milhões.
O Governador Marconi Perillo narrou que teve contato com o projeto, pela primeira vez, no “Café Político”, realizado pela AJE Goiás, quando era, ainda, Senador e pré-candidato ao Governo. “Simpatizei-me, muito, com a proposta e firmei compromisso de estudar”, contou, lembrando que logo após eleito, em fevereiro de 2011, participou de um novo encontro com o Grupo e, a partir daí, se comprometeu a fazer com que o projeto fosse viabilizado, entregando a missão ao secretário Alexandre Baldy. “Esta não é, portanto, uma obra de uma cabeça, mas de muitas cabeças pensantes e que vai abrir horizontes e mudar a cultura empreendedora”, arrematou,
Marconi Perillo ressaltou que, nos últimos dias, tem mantido uma série de compromissos com governadores de outros estados brasileiros e, conforme observou, há uma preocupação muito grande com a possibilidade de retração no nível de empregos pelos próximos dois anos no País, inclusive, em Goiás. Daí - destacou - a importância de gerar políticas que possibilitem o aumento da geração de renda e emprego no Estado. “Com esse programa, nós estamos dando condições às empresas de abrirem e não fecharem as suas portas e possam gerar empregos e prosperidade”, acentuou.

Ensinando a pescar
A Presidente da AJE Goiás, Cibele Maria Bretas Vasconcelos, avaliou que o programa é um grande avanço para Goiás e que o mesmo é desprovido de qualquer característica assistencialista. “O Governo optou por ensinar a pescar e não a dar o peixe na mão”, comparou, acrescentando que a intenção é que o convênio possa ser renovado para permitir que um número maior de jovens empreendedores seja capacitado e tenha, através do conhecimento, ferramentas de gestão para que possa crescer de forma sustentável.
O coordenador do programa Minha Primeira Empresa, Rafael Lousa, ponderou que não haverá nenhuma interferência em relação à escolha do tipo de empreendimento por parte dos empreendedores iniciantes. E que, o foco do programa, que ele caracterizou como uma Parceria Público Privada (PPP) Social está assentada em três eixos básicos: oportunidade, competitividade e sustentabilidade.
O superintendente de micro e pequenas empresas da Secretaria de Indústria e Comércio, Tiago Sousa Peixoto, informou que a meta, nesta etapa inicial, é chegar-se a 800 empresas e gerar em torno de 200 contratos para financiamento, além da capacitação de cerca de quatro mil pequenos empreendedores. “Esse programa será um divisor de águas para o jovem empreendedor e vai ajudar a reduzir a mortalidade das pequenas empresas”, enfatizou.



Quem pode participar?

O Programa Minha Primeira Empresa é voltado, exclusivamente, para pessoas maiores de 18 anos, que moram em Goiás, que tenham cursado o Ensino Médio completo e com disponibilidade para frequentar os cursos de capacitação oferecidos.
São alvos específicos do Programa Minha Primeira Empresa, os estudantes de cursos superiores ligados à gestão empresarial, pessoas que tenham projetos para empreender, empresários não formalizados e membros da comunidade que busquem abrir sua primeira empresa.
Serão priorizados para participar dos cursos, conforme turmas disponíveis, os interessados que se encaixam nos seguintes critérios:
Que tenham renda familiar inferior a três salários mínimos;
Que estejam cadastrados em algum benefício social do Governo Estadual nos Programas Renda Cidadã, Bolsa Universitária ou Bolsa Futuro;
Tenham concluído curso superior até dois anos anteriores a data da inscrição;
Que residam ou trabalhem próximo ao local dos cursos.


Como ingressar no programa?

Para se inscrever no programa Minha Primeira Empresa, é necessário acessar o site www.minhaprimeiraempresa.org e preencher a ficha de inscrição. O programa será desenvolvido em cinco etapas abordando os seguintes temas: Curso de Introdução ao Empreendedorismo; Diagnóstico da Aptidão ao Empreendedorismo; Curso de Noções em Gestão Empresarial e Planos de Negócios com soluções inovadoras, competitivas e sustentáveis. Ainda, serão oferecidos orientação para acesso ao crédito e acompanhamento dos empreendedores por meio de encontros periódicos.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Vereador defende mudança no pacto federativo

08/12/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB) usou a tribuna durante a sessão ordinária da última quarta-feira, 06, para defender mudan...

Prefeito pode fazer uma reforma administrativa no começo do ano

08/12/2017

O Prefeito Roberto Naves (PTB) deverá ampliar a reforma em sua equipe, a partir de janeiro próximo. É que algumas Pastas e...

Vereador busca solução sobre fechamento de ruas

30/11/2017

O vereador Leandro Ribeiro (PTB), primeiro secretário da mesa diretora da Câmara Municipal, informou na tribuna do plenári...

“Estamos cansados de esperar o Governo”, desabafa Roberto

30/11/2017

“A Cidade não aguenta mais esperar”. A afirmação é do Prefeito Roberto Naves (PTB), que não esconde mais a sua insat...