(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo garante que não reduzirá incentivos

Economia Comentários 06 de maro de 2015

Em nota oficial, assinada pelo Governador Marconi Perillo, corte de incentivos via Produzir/Fomentar é descartada


O Governo de Goiás divulgou na última quarta-feira,04, nota de esclarecimento em que garante que não há em estudo no Estado qualquer alteração nos programas que visem “reduzir incentivos fiscais”. O documento foi assinado pelo governador Marconi Perillo, pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação, José Eliton, e pela secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão Costa.
Ao contrário do que chegou a ser divulgado na imprensa, a nota afirma que a posição do Governo de Goiás é de buscar objetivamente o pleno e integral cumprimento dos acordos firmados por todas as partes.
O que está em estudo, conforme diz a nota, é a criação de instrumentos que buscam a fiscalização e o controle da adimplência de todos os contratos firmados pelo Estado, especialmente os relacionados à concessão de benefícios fiscais.
Nesse caso, durante o período de aferimento da regularidade contratual, a administração pública poderá suspender parcialmente os benefícios, mas, encerrada a auditoria, segundo a nota, as empresas totalmente adimplentes terão os incentivos fiscais assegurados na integralidade.
“O Produzir preconiza, de forma direta, a geração de emprego e renda, a diversificação de nossa economia e a competitividade do Estado. O bom desempenho da economia goiana deve-se, em grande medida, aos investimentos industriais que adensaram as cadeias produtivas e a diversificação dos negócios”, destaca o documento. Ainda por meio da nota, o Governo se dirigiu também às empresas que pretendem se instalar no Estado, ao afirmar que são garantidos a segurança jurídica e o respeito aos contratos firmados. “Essa confiança é o atributo central que faz de Goiás um Estado diferenciado e capacitado para atrair novos negócios”, diz o documento.

Produzir
O Programa de Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Produzir) foi criado pela lei 13.591, de 18 de janeiro de 2000, e sucedeu o Programa de Fomento a Industrialização de Goiás (Fomentar). Na nota publicada hoje, o Governo afirma que o Produzir promove, de forma direta, a geração de emprego e renda, a diversificação da economia e a competitividade do Estado.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...