(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo divulga nota sobre comissionados

Geral Comentários 21 de fevereiro de 2013

Documento, assinado pelo Chefe de Gabinete da Governadoria, João Furtado Neto diz que medida é exemplo de austeridade


O Governo do Estado, através da Chefia de Gabinete, divulgou na quarta-feira,20, uma nota oficial sobre a decisão do Governador Marconi Perillo, de efetuar cortes na folha de pagamento dos servidores em comissão do Estado. Lodo de início, o chefe de Gabinete, João Frtado de Mendonça Neto, ressalta que o objetivo das demissões é reduzir o impacto dos salários com os servidores comissionados sobre a folha de pagamento do Poder Executivo. Veja a seguir, o texto integral da nota:
“ A decisão do Governo de Goiás de reduzir a folha de servidores com cargos em comissão em 25% é diretriz firme e técnica que tem como objetivo valorizar os servidores efetivos, a exemplo do pagamento em dia dos vencimentos e da quitação do 13º salário no mês de aniversário, além de outras ações que visam proteger a categoria, como a Meritocracia (que será modelo para o Governo Federal), cursos de qualificação permanentes, Escola de Governo Henrique Santillo, concursos públicos etc;”
“Com as medidas, sem dúvida severas, o Governo de Goiás corta na própria carne para dar exemplo de austeridade – conforme tem sido o comportamento desta administração – e mostra determinação para economizar os recursos necessários para melhorar a prestação de serviços à sociedade. É preciso destacar que a redução dos gastos com salários é apenas mais uma medida em um amplo conjunto de ações já anunciadas com esse objetivo;”
“Não há cargos políticos na administração estadual nem o que se está chamando de reserva técnica. Todos os cargos, sem exceção, são de livre nomeação e exoneração do governador do Estado, que, por liberalidade, permitiu aos secretários que fizessem indicações.”
“Cientes da necessidade de aplicar tais medidas, entre elas a redução nos gastos com comissionados, todos nós, secretários de Estado e auxiliares do Governo de Goiás, a quem não compete contestar ordens do chefe do Poder Executivo, cumpriremos as diretrizes do governador Marconi Perillo. Quem discordar pode e deve entregar imediatamente o cargo que ocupa no Poder Executivo."

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Mais de 500 mil empresas são excluídas do Simples Nacional

17/01/2019

Por causa de irregularidades no Simples Nacional, a Receita Federal excluiu 521.018 empresas do programa. Os empresários nã...

INSS divulga calendário de pagamentos para os aposentados

17/01/2019

Os aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais do que um salário mínimo (R$ 998, em 2019) terão reajuste de 3,43% e...

Turismo goiano será incentivado

17/01/2019

A primeira conversa do novo presidente da Goiás Turismo com empresários, secretários de Turismo e presidentes de Conselhos...

Cadastramento para o Passe Livre começa e terá mais fiscalização

17/01/2019

A Secretaria de Governo anunciou, nesta quarta-feira, dia 16, que fará a verificação minuciosa dos cadastros efetuados no ...