(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo cria Companhia de Desenvolvimento Econômico

Economia Comentários 16 de outubro de 2015

Nova empresa, apresentada pelo Governador a autoridades, será a substituta da GoiasIndustrial


O governador Marconi Perillo sancionou na última quarta-feira, dia 14, antes de embarcar para a missão à Europa, a lei de criação da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego) e também inaugurou sua sede própria, em Goiânia, junto com o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton. A nova empresa substitui a Companhia de Distritos Industriais de Goiás (GoiasIndustrial).


“Nós transformamos a GoiasIndustrial numa empresa mais ágil mais dinâmica e mais ampla, que terá como finalidade principal atrair e garantir a industrialização, cada vez mais acelerada em nosso Estado”, afirmou Marconi em coletiva, antes da solenidade. Nas novas instalações, na Avenida 85, esquina com a Alameda Ricardo Paranhos, nº 1593, a Codego entra em funcionamento para fortalecer as atividades comerciais, industriais e de serviços, nas diferentes cadeias produtivas do Estado. O presidente da Codego é empresário Júlio Cesar Vaz de Melo.


A Codego é uma companhia de capital aberto que poderá fazer parcerias com a iniciativa privada para dinamizar a economia goiana, oferecendo as condições necessárias para que o empreendedor micro, pequeno, médio e grande, possa ampliar suas atividades, gerando mais empregos e melhorando a renda da população. De acordo com o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eliton, com a criação da Codego, o governo talvez esteja dando o maior passo, em meio a um conjunto de ações voltadas ao setor produtivo, para garantir que o Estado continue a ser líder nacional de desenvolvimento econômico.


Enquanto a GoiasIndustrial era responsável pela gestão dos distritos industriais goianos, a Codego terá condições de fomentar diversos setores da economia em qualquer lugar ou região do Estado. Presidida por Julio Vaz, a nova companhia pode utilizar recursos do ICMS, entre outros, para obras de infraestrutura e acesso a empreendimentos, seja de natureza industrial, comercial ou de turismo, como por exemplo; vias de acesso, rodovias, plataformas e outras obras para garantir as condições aos empreendedores no processo de desenvolvimento de todo o Estado.


Dentro do planejamento estratégico de desenvolvimento econômico de Goiás, a Codego terá papel importante na consolidação da logística e infraestrutura de acesso e funcionamento dos distritos industriais e dos polos de excelência nas diferentes rotas da inovação nas regiões econômicas. “Para isso, o governo garantirá todas as condições para que a Codego seja uma das mais relevantes companhias do Estado”, acentua o vice-governador.


 


Estratégias


A criação da Codego e as estratégias de desenvolvimento definidas pelo governo estadual, em planos como o Adiante e o Inova Goiás, vêm sendo alvo de interesse de outros estados, inclusive do Distrito Federal, que esteve em recente visita a Goiás para conhecer o modelo da Companhia de Desenvolvimento e a logística e infraestrutura do Estado que vêm garantindo a atração de investimentos de todo o mundo e a expansão dos mercados nacionais e internacionais para os produtos goianos.


No dia 08, a Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei nº 3270/15, do Governo de Goiás, que amplia as atribuições da companhia para além do setor industrial, podendo apoiar e incentivar todas as áreas econômicas e assim prestar uma maior contribuição no processo de desenvolvimento da economia do Estado.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Caracal ainda sem previsão de início de produção em Anápolis

20/04/2018

Anunciada em abril do ano passado, portanto, há um ano, como um grande projeto industrial para ser instalado no Município e...

Exigência para dar alvará é polêmica

20/04/2018

Uma notificação da Prefeitura Municipal vem causado preocupação para donos de estabelecimentos comerciais em Anápolis. P...

Município cai várias posições no ranking do comércio exterior

13/04/2018

As exportações feitas por Anápolis, no primeiro trimestre deste ano, comparativamente ao mesmo período do ano passado, re...

Ministro Baldy elogia empreendimentos

13/04/2018

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, comemorou o resultado de abertura de empresas em Goiás no último trimestre. Segund...