(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo comemora números da economia e da educação

Geral Comentários 06 de setembro de 2012

O Estado de Goiás teve crescimento bem acima da média nacional em relação ao PIB e foi também destaque no Ideb, na área de educação


O governador Marconi Perillo reuniu a imprensa no Palácio das Esmeraldas, para apresentar dados que constatam o crescimento econômico do Estado acima da média nacional e a consequente geração de empregos; os resultados obtidos na educação com o Ideb; e os investimentos em infraestrutura que estão elevando os índices de qualidade de vida dos goianos e atraindo empreendedores para Goiás. O levantamento apresentado pelo governador remonta aos últimos 18 meses.
A produção agrícola e industrial goiana gerou um volume de exportações de US$ 4,8 bilhões no primeiro semestre deste ano. Segundo o governador, a meta é atingir quase US$ 8 bilhões até dezembro/2012. Em 1999, o volume das exportações goianas era de apenas US$ 380 milhões. As exportações e a industrialização do Estado resultaram no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que em 1998 era inferior a R$ 20 bilhões, e este ano deve atingir os R$ 115 bilhões. “É importante registrar que no primeiro trimestre deste ano, Goiás atingiu o principal crescimento do PIB no País”, destacou Marconi.
A geração de empregos segue a mesma trajetória do PIB, com o primeiro lugar relativo no primeiro semestre de 2012 e o 5º lugar absoluto. “Nós tivemos uma variação no estoque, de 6,6% contra a média de 5,5% no País. Nesse período de 1998, quando assumi o governo pela primeira vez, até 2011, o crescimento do estoque de empregos formais em Goiás chegou a 138%”, disse. No ano passado, destacou ainda, Goiás recebeu mais de R$ 10 bilhões em investimentos de novas empresas, fruto da política do governo de atração de investimentos.

Educação
Na área da educação, o Estado obteve o maior percentual de crescimento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2011, entre todos os estados brasileiros: 16%. Nos anos iniciais do ensino Fundamental, Goiás saltou da 8ª posição em 2009 para a 5ª posição em 2011. Nos anos finais, o crescimento foi ainda maior: do 15º lugar, em 2009, para o 6º lugar, em 2011.
Em relação ao Ensino Médio, salto mais do que significativo: a rede pública estadual em Goiás saiu da 16ª posição para a 5ª colocação. Segundo o governador, “isso revela que o Pacto pela Educação começa a apresentar os primeiros resultados. Este ano já enviamos recursos para as reformas simultâneas de 620 escolas, estamos adquirindo ar-condicionado para 600 escolas, e laptops para todos os alunos de 400 escolas. Também já entregamos instrumentos para bandas de músicas de 350 escolas. Estamos entregando uma poupança prêmio para os quatro mil melhores alunos da rede estadual de ensino e a ideia para o ano que vem é beneficiar os 10 mil melhores. Nossa meta é avançar ainda mais no Ideb, no próximo ano”.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...