(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governo anuncia redução do IPVA de 2012 em, até, 5,81 por cento

Geral Comentários 03 de dezembro de 2011

Segundo informação da Secretaria da Fazenda, essa redução é decorrente da queda nos preços dos valores venais dos veículos usados verificada pela Fipe no mercado goiano


O Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) terá redução média de 5,81% em 2012, por conta da queda nos preços dos valores venais dos veículos usados, verificada por pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) no mercado de Goiás. Mas alguns modelos poderão ter diminuição ainda maior. A informação é da coordenadora do IPVA da Secretaria da Fazenda, Fernanda César Santiago.
Já as alíquotas do imposto continuam as mesmas: 1,25% para ônibus, microônibus e caminhões; 2,5% para automóveis com até 100 cilindradas e todas as motocicletas; 3,45% para caminhonetes e utilitários; e 3,75 para automóveis acima de 100 cilindradas. Segundo Fernanda, a novidade para o próximo ano é que entra em vigor a lei que concede 50% de desconto no imposto de automóvel de passeio com potência até 1.000 cilindradas (1.0) e de motocicleta, triciclo e motoneta com até 125 cilindradas, que nos últimos 12 meses não tenham recebido multa de trânsito e estejam com o licenciamento anual regular.
O veículo novo não paga IPVA no ano de sua aquisição, assim como os modelos com mais de dez anos de fabricação são isentos do imposto. A Sefaz estima que deverão pagar o IPVA em 2012 no Estado 1,34 milhões de veículos, conforme dados levantados até novembro deste ano. Desse total, 296.255 são automóveis 1.0 que poderão ter 50% de desconto no imposto, caso não tenham multa de trânsito; e 318.814 motos que estiverem na mesma situação.

Exemplos
Conforme a Sefaz, uma moto Honda CG 125 cargo, ano de fabricação 2010, pagou R$ 111,52 de IPVA este ano. Para 2012, o imposto a ser pago será de R$ 105,15 (queda de 5,71%). Mas se o proprietário tiver direito ao desconto de 50%, o IPVA cairá para 52,57. Fernanda ressalta que o abatimento é válido somente para o imposto e não inclui o licenciamento anual e nem o seguro obrigatório.
No caso do Gol 1,0 GIV, ano de fabricação 2010, o IPVA pago em 2011 foi de R$ 541,33. Para 2012, o imposto será de R$ 512,62 (queda de 5,3%), mas pode recuar para R$ 256,31 se o proprietário tiver direito ao desconto de 50%. Um utilitário Tucson GLS, ano de fabricação 2010, pagou R$ 2.548,31 este ano, e o imposto será de R$ 2.322,00 no próximo período, com redução de 8,88%. Já o Honda Civic LXS, ano de fabricação 2008, pagou R$ 1.702,31 este ano, e para 2012 o valor será de R$ 1.563,60, com queda de 8,15%.
A Sefaz manteve o calendário deste ano para o próximo, que prevê o pagamento do IPVA em três parcelas com o vencimento da parcela única ou da terceira parcela no início de março para o dono do veículo de final 1, e assim sucessivamente. Quem estiver com o IPVA atrasado há mais de 90 dias, pode parcelar o pagamento em até seis vezes. Mas o Detran não emite o licenciamento do veículo até a quitação total, alerta Fernanda Santiago. (Goiás Agora)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...