(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Governado vai investir R$ 600 milhões no Bolsa Futuro

Geral Comentários 01 de junho de 2012

Ação visa garantir um dos principais pilares do desenvolvimento econômico, que é a capacitação de mão-de-obra para suprir às demandas do mercado em diversos segmentos


O governador Marconi Perillo entregou simbolicamente na última quarta-feira,30, os cartões a 52 beneficiários do Bolsa Futuro, que representavam os 52 municípios contemplados com o programa. Goiás vai investir R$ 600 milhões na capacitação de 500 mil pessoas até 2014. O evento foi no Centro Cultural Oscar Niemeyer.
“O lançamento desse programa Bolsa Futuro representa a garantia de que o tripé do desenvolvimento será desencadeado pelo Governo de Goiás”, afirmou Perillo. Ele pontuou que esse desenvolvimento necessita de indústrias, serviços e comércio para gerar empregos. Precisa também de infraestrutura, asfalto, energia e saneamento básico. E, principalmente, carece da formação da mão de obra qualificada. “O que nós estamos fazendo aqui é garantir que os goianos terão a sua mão de obra qualificada, profissionalizada, para que os empregos que estamos trazendo para Goiás possam ser ocupados por pessoas daqui de Goiás”, comenta.
O chefe do Executivo frisou ainda que os dados demonstram a importância do Estado no cenário nacional. Segundo Marconi, nos três primeiros meses do ano Goiás foi o estado que mais cresceu na indústria e no PIB. No mês de abril ele foi o que mais cresceu na geração de empregos. “O maior crescimento relativo proporcional do Brasil foi o goiano e o quinto crescimento em termos absolutos”, explicou.
A continuidade desse avanço somente é possível com a ampliação da mão de obra especializada goiana. É nesse ponto que entra o Bolsa Futuro. O governador explicitou que o programa está focando nas famílias que estão beneficiadas pelo Bolsa Família e Renda Cidadã, mas também focará em outros jovens e adultos que queiram se preparar e se profissionalizar para garantir seu espaço no mercado de trabalho. “Nós vamos continuar gerando empregos aqui, mas é preciso que os nossos goianos estejam em condições de competir por esses empregos, porque se não, os empregos serão gerados aqui e serão ocupados por pessoas de outros estados e outros países”, declarou Perillo.
Marconi informou ainda que o Governo do Estado está implementando os três pilares para garantir o desenvolvimento acessível a toda a população. Ele citou entre os projetos em andamento que fazem parte disso o Rodovida e o Nossa Escola.
“Uma política agressiva para atração de mais indústrias e empregos; uma política de infraestrutura condizente com a nossa realidade, com as nossas necessidades e com as novas demandas do nosso desenvolvimento; e uma política de formação de mão de obra adequada abrangente vão garantir o futuro do nosso Estado”, argumentou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...