(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Gomide tem eleição fácil, mas deixa o cargo

Especial Comentários 29 de dezembro de 2014

Para disputar a eleição para o Governo de Goiás, Antônio Gomide teve de renunciar ao cargo de Prefeito, que foi entregue ao vice, João Gomes


Na eleição de 2012, Gomide disputou a reeleição contra quatro candidatos: Wilson de Oliveira (DEM); José de Lima (PDT), Elismar Veiga (PPS) e Gérson Santana Fallacci. O petista venceu, ainda, no primeiro turno, com 167.196 votos (88,93% dos votos válidos). E, a partir daí, iniciou o segundo mandato. A Câmara Municipal passou a ser comandada, também, por um petista, Luiz Lacerda e elegeu uma bancada de seis parlamentares. A atual legislatura tem a seguinte configuração: Lisieux Borges (presidente); Luiz Lacerda; Pastor Wilmar Silvestre; Professora Geli, Éber Mamede e Dinamélia Rabelo, PT; Amilton Filho, Vespasiano Reis e Mauro Severiano, SD; Fernando Cunha e Mirian Garcia, PSDB; Wederson Lopes e Jerry Cabeleireiro, PSC; Valdair de Jesus e Jean Carlos, PTB; Sargento Alberto e Gleimo Martins, PTN; Paulo de Lima, PDT; Pedro Mariano, PP; Eli Rosa, PMDB; Jakson Charles, PSB; Sargento Pereira, PSL e Pedrinho Porto Rico, PROS.

Deixando a Prefeitura
Com a popularidade em alta, Antônio Gomide deixou a Prefeitura, em abril de 2014, para disputar a sucessão estadual. O cargo foi e é ocupado pelo vice, João Gomes, também do PT. Em princípio, o PT deveria se coligar com o PMDB. Mas o PMDB mergulhou numa crise, devido ao racha havido com a entrada do empresário Júnior Friboi na disputa interna para ser o candidato. Mas, Íris Rezende conseguiu reverter a situação e saiu candidato. Só que, a essa altura, o PT já havia respaldado a postulação de Gomide. Marconi Perillo (PSDB) venceu a eleição no primeiro e no segundo turnos. E, no segundo, especialmente, obteve mais de 75% dos votos dos eleitores anapolinos. Ainda no decorrer da campanha, Gomide passou por vários outros obstáculos, inclusive, foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por supostas irregularidades nas contas de 2010 na Prefeitura, conforme apontou o Tribunal de Contas dos Municípios. Pela via judicial, conseguiu se manter na disputa e obteve 319.233 votos (10,09% dos votos válidos).

Outros acontecimentos
- A Administração de Pedro Sahium foi marca pela realização de dois choques de gestão, para a redução de secretarias e de cargos comissionados. Sua administração foi alvo, ainda, de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, para investigar o caso do Mercado do Produtor. Em abril de 2006, ele teve o mandato cassado e sofreu a perda dos direitos políticos. Conseguiu terminar o seu mandato, através de recursos judiciais. Em junho de 2014, Sahium foi absolvido pela Justiça e concedeu uma entrevista exclusiva ao CONTEXTO, onde narrou todas as dificuldades vividas no período.
- Em 2008, pela primeira vez, o CONTEXTO realizou um encontro com os candidatos a Prefeito. Participaram: Antônio Gomide (PT); Marisa Espíndola (PR), Onaide Santillo (PMDB) e Élber Sampaio (PSOL). Os candidatos Ridoval Chiareloto (PSDB), Valdair de Jesus e Josmar Moura (PR) não participaram.
- Em 2007, o CONTEXTO publicou, em primeira mão, a polêmica na Câmara Municipal sobre a venda da área do Clube Ipiranga. No mês de novembro, a proposta foi aprovada pela Casa, mas o prefeito eleito, Antônio Gomide, logo depois, derrubou a medida. Também foi aprovado o polêmico projeto NovaFarma.
- Em 2010, a Câmara Municipal realizou um ato público para marcar os 25 anos do resgate da autonomia política de Anápolis.
- Em maio de 2011, o Vereador Valmir Jacinto (PR), virou celebridade ao fazer um pedido inusitado de um minuto de silêncio em homenagem ao terrorista saudita “companheiro Bin Laden”. No mesmo mês, foi preso o Vereador Wesley Silva, numa operação do Ministério Público do Distrito Federal, uma extensão da Operação Monte Carlo, que investigou a atuação de Carlinhos Cachoeira, alvo de duas CPIs, uma no Congresso e outra na Assembleia Legislativa. Os casos ainda estão na esfera do Judiciário.
- Em dezembro de 2013, a Câmara Municipal confere o título de Cidadania Anapolina ao empresário Vander Lúcio Barbosa, diretor geral do CONTEXTO.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Especial

Exemplo de solidariedade e cidadania

11/10/2018

Os alunos da Escola Municipal “Professora Nadyr de Souza Andrade”, no Bairro Jardim Alvorada, em Anápolis, tiveram na ú...

Sete anos de filantropia em Anápolis e trabalho reconhecido nacionalmente

06/09/2018

No dia 1º de setembro, a Clínica Valor da Vida completou sete anos de fundação. E, com bons motivos para comemorar. Afina...

Baile de debutantes para um grupo de meninas mais do que especiais

23/08/2018

Lorraine do Vale Bernardes; Thalita Mylena Cardoso Francisco, Loislene de Jesus Costa, Hellen Julia Lima Demétrio. Quatro me...

Programação Arraiana 2018

28/07/2018

- Unidades do Rápido Jundiaí - Av. Minas Gerais, 112 – Jundiaí Anashoping – Av. Universitária, 2.221 – Vila Santa...