(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Gomide afirma que recorrerá até onde for possível

Política Comentários 23 de outubro de 2014

Ex-candidato ao Governo de Goiás vê motivação política para a decisão que levou à impugnação de sua candidatura ao Governo de Goiás


O ex-prefeito de Anápolis e ex-candidato ao Governo de Goiás pelo Partido dos Trabalhadores, Antônio Gomide, falou ao CONTEXTO sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) que, na última segunda-feira, 20, impugnou a sua candidatura, fato que provocou ampla repercussão em razão de que a decisão poderia, inclusive, garantir a vitória do candidato do PSDB, Marconi Perillo, em primeiro turno, no caso de invalidação dos votos do petista. O que não ocorreu, ainda, devido à possibilidade de defesa, que já começou a ser feita.
Segundo explicou Antônio Gomide, o procedimento em curso é decorrente de uma decisão do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), “que não é um tribunal de justiça, mas um órgão de assessoramento das câmaras municipais”, disse, rotulando a decisão do órgão de “absurda” e que teria motivação política em relação à sua candidatura.
O petista disse que o TCM havia aprovado o balanço de 2010 e remetido à Câmara Municipal que, por sua vez, o aprovou. “Mesmo aprovados os meus balanços de 2009, 2010 e 2011, conseguiram mudar o olhar sobre a formatação dos balancetes e reabriram a avaliação do chamado balancete de gestão para que houvesse a colocação de novos documentos. E, por incrível que pareça, nós temos os documentos, mas tivemos o cerceamento de defesa no recurso de revisão”, pontuou.
“Infelizmente, foi algo que foi construído dentro do Tribunal de Contas”, lamentou, reforçando o fato de o TCM não poder ultrapassar a prerrogativa da Câmara Municipal, que é de em última instância, votar as contas do Poder Executivo, o mesmo - disse - em relação à Assembleia Legislativa com o Governo Estadual e o Congresso com a União. “Essa é uma prerrogativa constitucional do Legislativo”, completou.
Antônio Gomide destacou que o TCM tem os seus membros, em boa parte, indicados pelo Governo Estadual e, por conta disso, a questão está sendo travada agora na justiça comum. “Nós não temos problema nenhum e vamos provar e fazer que aconteça justiça pela transparência e pelo zelo que tivemos com o dinheiro público nos últimos cinco anos, quando estivemos à frente da Prefeitura de Anápolis”, enfatizou.

Medidas
O ex-prefeito e ex-governadoriável afirmou que irá buscar a defesa em “todas as instâncias possíveis”. Ele afiançou que está tranquilo em relação a isso, porque dispõe de toda documentação para sanar qualquer tipo de dúvida que porventura exista dentro dos balanços que foram apresentados dentro da sua gestão. “Não temos nada que possa nos macular em qualquer atitude que tivemos”, disse, reforçando que o problema que existe, hoje, “é apenas o problema eleitoral. Terminando a eleição, essa defesa será feita dentro da normalidade”.

Campanha
Sobre a campanha ao Governo de Goiás, Gomide frisou que a expectativa era ir para o segundo turno, mas, considerou o balanço positivo. “Nós conseguimos colocar Anápolis dentro do processo eleitoral, fizemos um debate no sentido de colocar questões importantes como era a mudança no Estado de Goiás e tínhamos um modelo para mostrar, aquilo que fizemos aqui em Anápolis”, assinalou, acrescentando que pelas circunstâncias que se apresentavam em relação ao pleito, sua saída da Prefeitura deu-se num momento certo, uma vez que a sua gestão estava bem aprovada e havia um sentimento de mudança na população.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

19 prefeitos assinam filiação ao PSDB

18/08/2017

Os deputados estaduais Manoel de Oliveira (PSDB), Santana Gomes (PSL), Francisco Oliveira (PSDB), Charles Bento (PRTB), Gusta...

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...