(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Gol contra

Boa Prosa Comentários 20 de agosto de 2010

Quando dirigente do Anápolis Futebol Clube (início da década de 60), o saudoso Munir Calixto, responsável pela implantação de mais de uma dezena de loteamentos no Município, anunciou que daria um terreno de presente para o jogador do “Galo” que fizesse um gol no jogo contra o Flamengo (time da segunda divisão, hoje extinto em Anápolis).


Quando dirigente do Anápolis Futebol Clube (início da década de 60), o saudoso Munir Calixto, responsável pela implantação de mais de uma dezena de loteamentos no Município, anunciou que daria um terreno de presente para o jogador do “Galo” que fizesse um gol no jogo contra o Flamengo (time da segunda divisão, hoje extinto em Anápolis). Foi então que Timóteo (zagueiro central) não se fez de rogado. Assim que a bola rolou no Estádio “Manoel Demóstenes”, ele chutou contra a própria meta, surpreendendo o goleiro Alemão. Findo o jogo, correu para o presidente querendo a escritura do terreno. A justificativa: “O senhor falou que daria o terreno para quem fizesse o gol. Eu fiz. Foi contra, mas fiz. O senhor não explicou se valia ou não. Agora, terreno é meu”. Não se sabe, entretanto, se o terreno foi, realmente, dado. Quem contou esta história garante que é verdade.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Boa Prosa