(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Goiás, Bahia e Tocantins se unem no combate ao crime

Segurança Comentários 22 de julho de 2016

Estados vão trocar informações de inteligência e utilizar várias ferramentas para o enfrentamento ao crime organizado, principalmente, nas regiões de fronteiras


O Subcomitê Integrado de Segurança Pública (Subcomitê de Divisas Goiás-Bahia-Tocantins) foi oficialmente instalado nesta quinta-feira,21, pelo vice-governador e secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), José Eliton, em solenidade realizada no município de Posse. “Estamos diante de uma das mais importantes ações de segurança nos dias atuais. Vamos reunir informações de cada um dos estados, identificar criminosos e, com isso, prevenir e combater o crime em suas mais diversas formas”, disse ele, durante o ato.
Os subcomitês integram os serviços de inteligência dos estados que estão inseridos no Pacto Interestadual de Segurança Pública – presidido por José Eliton – e também ações das diversas forças policiais no combate ao crime organizado, em especial ao tráfico de drogas, tráfico de armas e roubos a bancos e de cargas. “Tenho total convicção de que este trabalho terá importantes e positivos resultados para a população, pois já realizamos operações conjuntas que atestam o poder da união dos nossos esforços”, disse José Eliton, considerando que a integração é um passo muito importante no enfrentamento da criminalidade. “Estamos inaugurando uma nova página na segurança pública dos estados que compõem o pacto”, acrescentou.
Os subcomitês permitem aos estados compartilhar informações e conhecimentos de inteligência, investigações, análise criminal e social para então buscarem uma forma de planejamento integrado e operacionalização das forças policiais. Este é o segundo instalado no Estado. O primeiro foi em Porangatu, no último dia 14 (Goiás-Tocantins); o terceiro foi em Aragarças, ainda na tarde de quinta-feira (Goiás-Mato Grosso).

Crime organizado
Uniram esforços no combate ao crime organizado os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Maranhão, Rondônia e Tocantins. Em recente reunião realizada em Brasília (DF), manifestaram desejo de integrar o Pacto Interestadual de Segurança Pública Bahia, Minas Gerais, Piauí e Pará. “Os estados têm problemas específicos, mas também têm muitos desafios em comum”, disse José Eliton.
“É um projeto ousado e bastante positivo. Há um esforço conjunto entre nossas polícias e as forças de segurança das unidades da federação que integram o pacto”, declarou o comandante-geral da PM de Goiás, coronel Divino Alves. O delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio também ressaltou a importância das ações integradas. “É um passo importante que o poder público empreende. Juntos somos mais fortes”, pontuou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...