(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Goiás Fomento ofertou R$ 17 milhões em créditos para pequenos empresários

Economia Comentários 14 de janeiro de 2011

O objetivo foi dinamizar a economia constituída pelo empresariado de menor potencial em liquidez, mas que colabora decisivamente para a geração de riquezas em diferenciadas vertentes no Estado


A GoiásFomento divulgou o balanço de suas ações financiadoras no ano de 2010. Ao todo, 760 empresas, de 88 municípios goianos, foram atendidas no ano passado com os financiamentos operados pela Agência, para capital de giro e investimentos fixos. Foram R$ 11,7 milhões em recursos próprios, R$ 1,1 milhão do Funmineral, R$ 3,8 milhões do Crédito Produtivo e R$ 422 mil em repasses do FCO. Estes investimentos resultaram na criação ou manutenção de cerca de 1,3 mil empregos diretos.
Ainda em 2010, a GoiásFomento firmou 67 contratos de financiamento de incentivos fiscais, no âmbito dos programas Produzir e Fomentar. Isso resultou em benefícios a médios e grandes empreendimentos industriais de 28 municípios goianos. Foram R$ 6,6 bilhões em incentivos, que estão proporcionando a criação de 27 mil empregos diretos.
Desde a sua criação, em 1999, a GoiásFomento liberou cerca de R$ 213 milhões em financiamentos a quase 13 mil micro e pequenas empresas instaladas no Estado, com a criação ou manutenção de cerca de 45 mil empregos diretos. Neste período, aproximadamente 65 mil empreendedores receberam capacitação, através de cursos e palestras ministrados pela GoiásFomento, em parceria com entidades como Fempeg, Sebrae e Fecomércio.
Na sua história como agente financeiro dos programas de incentivos fiscais do Governo de Goiás, a instituição firmou 668 contratos com empresas localizadas em 103 municípios goianos. Essas empresas têm cerca de R$ 13 bilhões em investimentos programados, recebendo incentivos na ordem de R$ 77,8 bilhões, que são usufruídos normalmente por um período de 15 anos. São 210 mil empregos diretos programados por essa ação. Na atual gestão, o Patrimônio Líquido da Empresa subiu de R$ 64 milhões para R$ 93 milhões, demonstrando a boa performance da instituição.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...