(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Goiás é o sexto estado a receber mais intenções de investimentos

Economia Comentários 18 de novembro de 2011

De acordo com a Renai, uma rede de informações ligada ao Governo Federal, de janeiro a setembro deste ano, os investimentos anunciados chegaram à casa de R$ 5 bilhões


O Estado de Goiás teve, no período de janeiro a setembro deste ano, investimentos anunciados de, aproximadamente, US$ 2,875 bilhões, correspondendo a cerca de R$ 5 bilhões. Os dados foram levantados pela Rede Nacional de Informações sobre o Investimento (Renai), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Midic) e divulgados através do portal de notícias do governo estadual. Do total, mais de R$ 1 bilhão são de projetos em Anápolis, anunciados pela empresa holandesa Rekkof, que atua no setor aeronáutico e da montadora de automóveis Caoa.
Levantamento preliminar da Rede Nacional de Informações sobre o Investimento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior aponta que, de janeiro a setembro deste ano, foram anunciados para Goiás investimentos no total de US$ 2,875 bilhões ou mais de RS 5 bilhões.
De acordo com os dados da Renai, Goiás ocupa o sexto lugar no ranking nacional de investimentos anunciados no período, com participação de 1,7% no total do País. A lista é liderada pelo Rio de Janeiro (US$ 36,04 bilhões); São Paulo (US$ 14,73 bilhões); Pará (US$ 5,57 bilhões); Bahia (US$ 4,34 bilhões), Paraná (US$ 2,96 bilhões) e Goiás (US$ 2,87 bilhões).
Entre os principais investimentos anunciados para Goiás nos primeiros nove meses deste ano, o maior valor é do projeto da companhia holandesa Rekkof Aircraft, que vai aplicar US$ 778,5 milhões na instalação de uma fábrica de aviões e peças aeronáuticas no Aeroporto Civil de Anápolis.
No setor de produção de biocombustíveis, o Grupo Cerrado, de capital nacional, anunciou que vai investir US$ 400 milhões em uma usina de etanol em Chapadão do Céu. O Grupo Jaraguá (Bionsa e Onasa), também brasileiro, fará aporte de US$ 272,2 milhões na instalação de uma esmagadora de grãos e de uma usina de biodiesel em Porangatu. O grupo brasileiro Ricardo Eletro anunciou o aporte de US$ 15,527 milhões para a instalação de um Centro de Distribuição (CD) de mercadorias em Abadia de Goiás.
No setor automotivo, o Grupo Caoa (sul-coreana Hyundai) pretende investir US$ 361,4 milhões na ampliação de sua unidade em Anápolis; e a japonesa Suzuki vai instalar montadora em Itumbiara, com investimentos previstos de US$ 200 milhões. No setor da mineração, a Votorantim Metais, grupo brasileiro, anunciou a destinação de US$ 241 milhões para expansão de sua unidade em Niquelândia. Outro grande investimento anunciado foi o da Yamana Gold, de US$ 409,7 milhões, em novo projeto de extração de ouro em Pilar de Goiás, Crixás e Guarinos, e na expansão da unidade de produção de concentrado de cobre em Alto Horizonte.
O coordenador da Renai, Eduardo Celino, explicou que a rede é uma espécie de banco de dados do governo federal onde são inseridos os projetos de investimento anunciados para os Estados. As informações são prestadas pelas Secretarias de Indústria e Comércio, federações de indústrias e outros órgãos de promoção de desenvolvimento econômico, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Também são captadas as notícias divulgadas nos principais jornais e revistas econômicas especializadas. A Renai também busca articular medidas que facilitem os investimentos no País.

Indústria e Comércio planeja distribuição dos investimentos
A Secretaria de Indústria e Comércio (SIC) trabalha na atração de investimentos levando em consideração toda a cadeia produtiva, explica o assessor de Atração, Investimentos e Novos Negócios do órgão, Alberto Barbo. Segundo informou, foi realizado um levantamento econômico das microrregiões goianas, com o mapeamento de suas potencialidades, o que facilita o direcionamento dos investimentos produtivos. Ele cita a região Norte, que tem vocação para a mineração, e ainda está bem servida de rodovias e ferrovia (Norte-Sul em construção).
Entre as vantagens que são apresentadas a potenciais investidores, Alberto Barbo cita a localização geográfica. “Goiás é hoje um grande trevo, por onde circula toda a economia brasileira”, destaca. O Estado apresenta ainda sua política de incentivos aos investimentos, que abrange crédito, política tributária, capacitação de mão de obra e programa de habitação, entre outros. Também é rico em commodities agrícolas e minerais, além de contar com as rotas estratégicas, por estar próximo de regiões produtoras da Bahia, Mato Grosso e Pará.
Conforme Alberto, essa geração de riqueza tem propiciado a atração de empresas, principalmente provenientes das regiões Sul e Sudeste e de outros países, a enxergarem o potencial produtivo de Goiás. Em cima dessas oportunidades, a SIC age pontualmente junto a cada potencial investidor para apresentar e proporcionar um ambiente sustentável para os novos negócios no Estado, diz o assessor.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Anápolis tem saldo positivo na geração de empregos em outubro

24/11/2017

Anápolis ficou na sexta posição entre os municípios goianos que mais abriram vagas de empregos formais em outubro e mante...

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...