(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Goiás começa a implantar Política de Genética Clínica

Saúde Comentários 14 de junho de 2013

Especialidade trabalha a prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças hereditárias, metabólicas congênitas, retardamento mental, dentre uma série de outras anomalias


Goiás será um dos estados pioneiros na implantação da Política de Genética Clínica no Brasil, instituída em janeiro de 2009. Uma das diretrizes desta política trata da organização de uma rede de serviços para desenvolver ações de promoção, prevenção, diagnóstico, aconselhamento e terapêutica para os casos identificados. O Laboratório de Saúde Pública Giovanni Cysneiros (Lacen) será a primeira unidade pública com referência estadual em genética.
A portaria atribui aos estados, a competência pela organização da atenção integral em genética clínica, em conformidade com o Plano Diretor de Regionalização de cada ente federado e atendendo aos princípios e diretrizes do SUS, com especial atenção ao Princípio da Integralidade e da Política Nacional de Humanização.
O grupo de trabalho para elaboração e implementação da Política Estadual de Atenção Integral em Genética Clínica de Goiás foi instituído pelo governador Marconi Perillo, para a elaboração de uma política que possa assegurar as condições necessárias para a implementação de redes de atendimento em Genética Clínica em todo o Estado. De acordo com o Ph.D em Genética e geneticista do Lacen, Aparecido Divino da Cruz, isto significa que Goiás está se adequando para esta forma inovadora de medicina.
A expectativa é que a partir de agora haja melhora do quadro atual, onde os pacientes e seus familiares tenham as suas necessidades atendidas, acredita o geneticista. Sendo assim, a Secretaria da Saúde em Goiás (SES) está ampliando as ações do LaGene – Laboratório de Citogenética Humana e Genética Molecular pertencente ao Lacen – Laboratório Central de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros.

Genética Clínica
A Genética Clínica é a especialidade que trabalha a prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças hereditárias, metabólicas congênitas, erros inatos do metabolismo, retardamento mental, diagnóstico de malformações e outras anomalias congênitas, orientação a casais consanguíneos e com abortamentos habituais.
Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 7,6 milhões de crianças nascem a cada ano com um defeito ou desordem genética grave, sendo 95% delas nos países em desenvolvimento, contribuindo significativamente para o aumento da mortalidade infantil. Com a Genética Clínica o quadro pode ser mudado.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Saúde realiza vacinação contra a gripe até dia 26 de maio

19/04/2017

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou na última segunda-feira, 17, e as vacinas estão disponívei...

Vereadora consegue recursos para castração de animais

19/04/2017

A vereadora Thaís Souza (PSL) conseguiu junto ao deputado estadual Lincoln Tejota (PSD), uma emenda de R$ 180 mil será dest...

Medo da febre amarela? tire suas dúvidas

07/04/2017

Desde 1980 o Brasil não registrava um surto tão grande de febre amarela. De dezembro para cá, houve 2 104 casos notificado...

Dengue recua, mas a população ainda precisa ficar atenta e manter o combate

07/04/2017

A população anapolina pode comemorar. Os registros oficiais da Secretaria Estadual de Saúde, referentes à semana 13- de 0...