(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Gepatri está inibindo furtos e roubos de cargas na região

Geral Comentários 22 de julho de 2016

Embora o órgão ainda não tenha uma estatística que possa servir de referência sobre a queda ou aumento das ocorrências, as ações de combate a este tipo de crime já apresentam resultados positivos


Instalado em novembro do ano passado com a finalidade de prevenir e combater crimes de furtos e roubos de cargas, as ações que vem sendo desenvolvidas pelo Grupo Especial de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio (Gepatri) já conseguiram reduzir o alto índice de incidência deste tipo de pratica criminosa em Anápolis e municípios circunvizinhos, inibindo o número de ataques de quadrilhas que agem na região.
É o que garante o Delegado de Polícia Daniel Nunes Guimarães, titular do Gepatri e do 7º Distrito Policial, que funcionam em um mesmo local, no Parque Brasília, na região leste da Cidade. Ele ponderou, no entanto, que ainda não tem uma estatística que permita fazer um comparativo entre um período e outro.
“Mas temos a certeza de que a presença do Gepatri e as ações que ele desenvolve estão inibindo este tipo de crime em nossa região”, acrescentou o delegado revelando que o 7º DP não é uma delegacia especializada em furtos e roubos de cargas, que acumula suas atribuições com o Grupo Especial de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio. Daniel Nunes revelou que trabalha com uma equipe reduzida, composta de três agentes, dois escrivães policiais e um delegado.
Para ele, com esta escassez de pessoal, o órgão não tem estrutura suficiente para desenvolver todas as ações do Gepatri, fato que leva o delegado a desenvolver seu trabalho em parceria com a Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e, até, a Polícia Federal. “Trabalhamos com todas as pessoas envolvidas no combate e repressão a furtos e roubos de cargas”, conta Daniel Nunes revelando que essa troca de informações contribui para o constante monitoramento de pessoas suspeitas de envolvimento neste tipo de crime.
Quadrilha
Sem dar detalhes sobre as ações de maior êxito, o delegado informou que, recentemente, com o apoio da polícia do Tocantins, uma quadrilha de cinco criminosos de Anápolis foi presa naquele Estado, depois de praticar vários furtos e roubos de carga, no trecho entre o Norte de Goiás e Sul do Tocantins. Daniel Nunes contou, também, que recentemente foram apreendidos dois receptadores, um em um posto de combustível no trecho entre os trevos do DAIA e o de saída para Brasília e outro em Campo Limpo.
Segundo ele, com os receptadores, os criminosos conseguem neutralizar qualquer emissão de sinal, o que indica que um caminhão com carga saiu de sua rota original, depois de ser atacado por criminosos. “Infelizmente, a maioria dos caminhões de carga não tem o equipamento que identifica a fuga de sua rota, o que poderia bloquear muitos sinais.
Daniel Nunes prefere não arriscar o número de furtos e roubos de cargas ocorridos mensalmente em Anápolis, mas garante que a Cidade é um importante ponto desse tipo de crime. “Anápolis é ponto de ataque de criminosos não só de Goiás, como também do Tocantins, Distrito Federal e Minas Gerais”, conta o delegado revelando que, recentemente, foram recuperados dois caminhões roubados e uma grande carga de cervejas, em Brasília, através de uma ação do Gepatri, com o apoio da PM e PRF.
Ele contou que a maioria dos crimes ocorre com maior frequência no período noturno e nas madrugadas e que a especialidade de grande parte das quadrilhas que agem na região é o furto e roubo de cargas de secos e molhados, carnes, bebidas e combustíveis. “Estes são produtos que os criminosos têm mais facilidade para vender”, concluiu o delegado Daniel Nunes.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Jogos abertos tem mais de 7,5 mil atletas inscritos

26/04/2018

Cerca de 7,5 mil atletas se inscreveram para a 28ª edição do Jogos Abertos de Anápolis, batendo o recorde de 2017. A ceri...

Obras do Museu de Artes Plástica de Anápolis são expostas na Argentina

26/04/2018

Trabalhos do acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa) – uma das unidades culturais mantidas pela Prefeitura ...

Uma viagem no tempo para o bem

26/04/2018

Alunos do 6º ano do ensino fundamental II ao 3º ano do ensino médio (inclui EJA e Profen), de escolas públicas e particul...

UEG aumenta verba para a tecnologia

26/04/2018

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) contabiliza nos últimos quatro anos R$ 17 milhões em investimentos em ciência, tec...