(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Galeria Antônio Sibasolly realiza exposição Ponto de Convergência

Cultura Comentários 28 de outubro de 2016

A mostra reúne trabalhos dos artistas Alice Lara, Talles Lopes, Vítor Mizael, Luciana Ohira e Sérgio Bonilha, premiados no 22º Salão Anapolino de Arte


Desdobramento do 22º Salão de Anapolino de Arte, a exposição Ponto de Convergência reúne trabalhos de Alice Lara, Luciana Ohira e Sérgio Bonilha (produção conjunta), Vítor Mizael e Talles Lopes, na Galeria Antônio Sibasolly, e fica aberta ao público até o dia 16 de dezembro. Eles são os artistas premiados na edição deste ano do Salão Anapolino e suas produções passam a integrar o acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa) e daí a ideia da realização de uma mostra, explica o diretor da Galeria Antônio Sibasolly e curador da mostra, Paulo Henrique Silva. “Nossa intenção, com este projeto, é estreitar as relações dos artistas com a cidade na qual suas obras vão permanecer”, destaca.
Na avaliação da brasiliense Alice Lara a oportunidade de estar mais próxima da cidade e fazer um trabalho mais completo com a comunidade é muito importante. Ela, que participou de outras duas edições do Salão antes de ser premiada neste ano, viu no projeto, que incluiu a realização de oficinas, uma forma de integração maior com os anapolinos. Ela fez sua oficina a partir de fotos de cachorros abandonados que são cuidados pela Associação de Proteção dos Animais de Anápolis (Aspaan). Os trabalhos feitos na oficina foram leiloados via redes sociais e o dinheiro arrecadado revertido à Aspaan.

O Salão
Com trinta e sete anos de existência e chegando à sua vigésima segunda edição com mais de 700 artistas inscritos, não é exagero afirmar que o Salão Anapolino de Arte tornou-se referência fora do eixo Rio-São Paulo. Esta edição, realizada com recursos do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, ofereceu aos artistas e a ao público uma programação mais extensa, com atividades paralelas como exposição coletiva dos artistas premiados, mesa redonda, oficinas para artistas locais e ação educativa para, aproximadamente, três mil alunos de escolas públicas de Anápolis e cidades próximas.
O Salão apresenta-se, hoje, entre os principais mecanismos de promoção da arte contemporânea no Planalto Central. Comprometido com o hoje e o agora, o Salão Anapolino revela valores, aponta tendências, abre espaço para jovens artistas e contribui, de maneira efetiva, para a formação e consolidação do acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (MAPA), afirmam seus organizadores.

Serviço
Mostra Ponto de Convergência
De 15 de outubro a 16 de dezembro
Galeria Antônio Sibasolly – Praça Bom Jesus – Centro
Visitas das 8h às 18h (não é aberto nos finais de semana e feriados)
Contato pelo telefone 3902 1077

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cultura

Uma geladeira cheia de letras e histórias

20/09/2018

Quem passa pelo Terminal Urbano já deve ter visto uma geladeira cheia de livros e revistas. A “Biblioteca Livre”, como ...

Influenciadores digitais impactam os jovens

20/09/2018

Os influenciadores estão em segundo lugar no poder de tomada de decisão na compra de um produto, perdendo apenas para amigo...

Feira literária chega com mais novidades

20/09/2018

Iniciada na quinta-feira, 20, vai até sábado, 22, a terceira edição da Feira Literária de Anápolis (3ª FLANA). Trata-s...

Joanápolis recebe o projeto Gira Cultura

14/09/2018

O projeto Anápolis Gira Cultura tem a sua segunda edição no distrito anapolino de Joanápolis neste sábado, 15, a partir ...