(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

“Fuga” de caminhões complica trânsito

Trânsito Comentários 27 de julho de 2013

Rua movimentada serve para que alguns motoristas driblem a fiscalização do posto da Polícia Rodoviária Federal


Os moradores e comerciantes da Rua Cruzeiro do Sul, no Jardim Alvorada, estão sendo ouvidos pela Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), para uma avaliação de possíveis intervenções ao longo da via, que apresenta um volume grande de tráfego, principalmente, de caminhões e motocicletas. A questão ganhou contorno, depois que um morador, em entrevista a uma emissora de rádio, denunciou que o órgão já estava iniciando as mudanças sem, antes, fazer uma consulta à população daquela região.
O vice-prefeito João Gomes e o diretor geral da CMTT, Alex de Araújo Martins, estiveram na Rua Cruzeiro do Sul, na tarde da última terça-feira, 23, para verificarem, in loco, a situação e para conversarem com os comerciantes e moradores. E, constataram que, de fato, há a necessidade de mudanças para se garantir a segurança, tanto dos condutores de veículos, quanto de pedestres, devido ao intenso tráfego. Trata-se de uma avenida bem extensa e numa área de grande concentração de comércio, além de igrejas e uma escola.
Segundo Carlos Leite de Morais, que é gerente de um supermercado, a situação tem se complicado em razão de a via ser utilizada por muitos caminhões que a utilizam para driblar a barreira da Polícia Rodoviária Federal, uma vez que a avenida termina nas proximidades do Trevo “Oswaldo Almeida Santos”, na saída para Brasília. Para ele, uma das alternativas viáveis seria tornar a via de mão única, permitindo o estacionamento dos dois lados. Atualmente, não há proibição de estacionamento e os veículos trafegam em dois sentidos, o que complica a situação em determinados horários. Conforme observou Carlos Leite, há muitos caminhões também que fazem as operações de carga e descarga no setor. Assim sendo, justifica-se a necessidade de o estacionamento ser dos dois lados.
O diretor geral da CMTT, Alex Araújo, informou que, por enquanto, não há nada definido sobre as prováveis mudanças a serem feitas. Conforme disse, primeiro está sendo feita uma análise da situação e o colhimento de opiniões dos moradores. Ele, porém, ressaltou que em curto prazo, ainda no mês de agosto, devem ser adotadas providências em relação à sinalização da Rua Cruzeiro do Sul e para disciplinar a velocidade. Outras mudanças ainda carecem de uma melhor avaliação técnica por parte da equipe do órgão.
Para o vice-prefeito João Gomes, é importante que a população opine sobre as mudanças a serem feitas. “Nós estamos abertos ao diálogo, não queremos fazer nada que venha prejudicar as pessoas. Pelo contrário, nós queremos soluções”, disse.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Trânsito

Veículo clonado pode trocar de placa

02/11/2018

A portaria nº 854/2018 do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) estabelece a substituição dos caractere...

Plano para a redução de mortes e lesões no trânsito

27/09/2018

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, apresentou, na última terça-feira,25, em Brasília (DF), o Plano Nacional de Redu...

Semana Nacional do Trânsito tem simulador de impacto em Anápolis

20/09/2018

Pode parecer pouco, mas se um condutor que dirige um veículo sem cinto de segurança a 6 km/h, sofre uma colisão, com o imp...

Justiça móvel já atendeu a mais de 100 mil casos

05/07/2018

De acordo com dados do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Estado...